PLACAR

Sakkari faz quartas e encara a surpreendente Arango

Emiliana Arango (Foto: Guadalajara Open AKRON)

Guadalajara (México) – Em seu segundo compromisso no WTA 1000 de Guadalajara, Maria Sakkari conseguiu mais uma vitória em sets diretos. Segunda cabeça de chave do torneio e finalista no ano passado, Sakkari superou a italiana Camila Giorgi, 56ª do ranking, por duplo 6/2 em apenas 1h06 de partida. A grega mantém perfeito retrospecto contra a rival, com quatro vitórias nos duelos entre elas.

“É muito difícil jogar contra Camila, porque ela bate muito forte na bola. E é uma adversária imprevisível em alguns momentos, por conta disso. Nunca se sabe a velocidade que a bola pode chegar. Mas fiz uma partida muito sólida, um dos objetivos hoje era prolongar os ralis e acho que deu certo. Estou muito feliz chegar às quartas de final”, avaliou Sakkari, número 9 do mundo, durante a entrevista em quadra.

Sakkari conseguiu seis quebras na partida, três em cada set, e perdeu só dois games de serviço, um quando liderava a primeira parcial por 5/1 e outro na abertura do segundo set. Giorgi abriu 2/0, mas depois perdeu seis games seguidos. A grega fez 8 a 5 nos winners e cometeu apenas 11 erros contra 29 da italiana.

Emiliana Arango supera Townsend para chegar às quartas
A adversária de Sakkari nas quartas será Emiliana Arango, colombiana de 22 anos e apenas 180ª do ranking. Maior surpresa do torneio, depois de ter vencido Anastasia Potapova na estreia e Sloane Stephens nas oitavas, Arango também derrotou a norte-americana Taylor Townsend, 101ª do ranking, por 7/5, 1/6 e 6/4 em 2h09.

Natural de Medellín, cidade com altitude similar aos 1.500m de Guadalajara, a colombiana vem mostrando boa adaptação às condições do torneio e ao uso de bolas sem pressão. Com a ótima campanha até as quartas, ela vai somando 190 pontos no ranking e se aproxima do 120º lugar do ranking. Se ela vencer mais uma, fará 360 pontos e entrará no top 100 pela primeira vez na carreira.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE