PLACAR

Sabalenka e Rybakina superam estreias complicadas

Foto: Jimmie48/WTA

Cincinnati (EUA) – A número 2 do mundo Aryna Sabalenka e a quarta colocada Elena Rybakina superaram estreias muito difíceis no WTA 1000 de Cincinnati. Ambas tiveram jogos longos nesta quarta-feira e venceram em três sets.

Rybakina foi a primeira a entrar em quadra e buscou a virada diante da letã Jelena Ostapenko por 6/7 (6-8), 6/2 e 6/4 após 2h17 de partida. Foi a terceira vitória da cazaque sobre a rival na temporada, repetindo o resultado do Australian Open e de Roma. Ela agora lidera o histórico contra Ostapenko por 3 a 2.

“Já tive duras batalhas contra a Jelena e sabia que não seria fácil. Honestamente, foi meu primeiro bate-bola nessas quadras, estou me adaptando às condições. Não consegui aproveitar minhas oportunidades no primeiro set, Mas tentei focar em cada ponto e estou muito feliz por ter vencido em três sets”, disse Rybakina, que chegou a ter três set-points no tiebreak da primeira parcial.

Rybakina disparou 11 aces na partida e fez 24 winners e 29 erros não-forçados. Ela quebrou sete vezes o serviço de Ostapenko. A letã cometeu 49 erros e fez 32 winners. A próxima rival da cazaque será a italiana vinda do quali Jasmine Paolini, 43ª colocada, que venceu a espanhola Cristina Bucsa por 6/1 e 6/3.

Já Aryna Sabalenka passou por altos e baixos na partida contra a norte-americana vinda do quali Ann Li, apenas 192ª do mundo. Também em três sets, a bielorrussa precisou de 2h03 para vencer por 7/5, 2/6 e 6/4. Em jogo com quatro quebras para cada lado, Sabalenka fez mais winners, 25 a 23, mas cometeu 38 erros não-forçados contra 20 da rival. A vice-líder do ranking chegou a ter 5/2 no último set e perdeu a primeira chance de sacar para o jogo.

“Ela teve uma pequena vantagem, porque já havia disputado muitas partidas aqui”, disse Sabalenka após a partida. “Para mim, leva algum tempo para me ajustar à quadra. Fiquei muito feliz por vencer esta partida. Ela jogou um tênis inacreditável. Foi muito difícil hoje”, acrescentou a número 2 do mundo, que agora enfrenta a russa Daria Kasatkina, 14ª colocada.

Noskova vence duelo tcheco e enfrenta Gauff
No encontro entre duas diferentes gerações do tênis feminino tcheco, a jovem de 18 anos Linda Noskova superou Petra Kvitova, de 33 anos e número 9 do mundo, com parciais de 3/6, 6/2 e 6/4. Noskova terá um duelo da nova geração com a norte-americana Coco Gauff, de 19 anos e sétima do ranking, que derrotou  a egípcia Mayar Sherif por duplo 6/2.

Outra vitória tcheca na rodada noturna veio com Marie Bouzkova, 35ª do ranking. Ela venceu a belga Elise Mertens por 6/2, 4/6 e 6/1 e garantiu o duelo com a norte-americana Jessica Pegula, terceira do ranking e vinda de título em Montréal. Já na partida que encerrou a rodada, a croata Donna Vekic passou pela bielorrussa Victoria Azarenka por 3/6, 6/3 e 6/4. Vekic é a próxima rival da tunisiana Ons Jabeur, número 5 do ranking.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE