PLACAR

Rybakina não joga em Eastbourne e já treina em Wimbledon

Foto: Chloe Knott/AELTC

Eastbourne (Inglaterra) – Principal cabeça de chave do WTA 500 de Eastbourne, Elena Rybakina se retirou do torneio nesta segunda-feira e seguiu para Londres, onde já começou os treinos para Wimbledon. O terceiro Grand Slam do ano começa daqui a uma semana.

Embora tenha sofrido com muitos problemas de saúde durante a temporada e abandonado uma partida em Berlim na semana passada por dores abdominais, a tenista não indicou nenhum motivo físico. A razão oficial para a desistência, segundo a WTA, foi apenas “mudança de agenda”.

O torneio já estava em andamento quando Rybakina se retirou, sem possibilidade de reordenamento das cabeças de chave. E assim a norte-americana Sofia Kenin, que havia perdido na última rodada do quali, conseguiu uma ótima posição de lucky-loser e entra já nas oitavas da chave principal. Kenin enfrenta a britânica Harriet Dart, que bateu a tcheca Marie Bouzkova por 7/5, 6/7 (7-9) e 6/4.

Ostapenko estreia bem, Fernandez supera Krejcikova

No mesmo quadrante da chave, a canadense Leylah Fernandez superou a tcheca Barbora Krejcikova, cabeça 7 do torneio, por 6/2, 3/6 e 6/2. Sua próxima rival pode ser a norte-americana Ashlyn Krueger ou a suíça Viktorija Golubic, a quem enfrentou na semana passada em Birmingham.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Já a letã Jelena Ostapenko, campeã de Eastbourne em 2021, venceu a belga Greet Minnen por 7/6 (7-3) e 6/1. Ela pode enfrentar a britânica Katie Boulter ou a croata Petra Martic. No mesmo quadrante está a italiana Jasmine Paolini, finalista de Roland Garros e cabeça 3, que espera pela vencedora entre a britânica Yuriko Miyazaki e a belga Elise Mertens.

Ainda nesta segunda-feira, a ucraniana Anhelina Kalinina venceu a romena Sorana Cirstea por 6/3 e 6/2. Ela desafia a norte-americana Madison Keys, atual campeã. Já a russa Anastasia Potapova se retirou da partida contra a chinesa Yue Yan quando perdia por 6/3 e 6/6. Yuan pode enfrentar a compatriota Xinyu Wang ou a russa Daria Kasatkina.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE