PLACAR

Presidente da WTA rebate afirmação sobre falência

Steve Simon (Foto: WTA)

Varsóvia (Polônia) – Um dia após a repercussão da fala do vice-presidente da Federação de Tênis do Cazaquistão, Yuri Polsky, que garantiu que a situação financeira da WTA é muito ruim e que a entidade pode falir nos próximos anos, o presidente da entidade Steve Simon tratou de rebater a afirmação em entrevista ao Sport Poland.

Simon foi totalmente na contramão do que disse Polsky, afirmou que a WTA está saudável financeiramente e ainda descartou uma possível fusão com a ATP, que para o dirigente cazaque seria a única forma de salvação para a entidade que comanda o circuito feminino de tênis.

“A WTA está numa posição financeira saudável. Uma fusão com a ATP não está sendo considerada e estamos entusiasmados com o nosso futuro forte, para o qual continuaremos a crescer e a expandir o tênis feminino”, comentou o presidente da WTA.

“No início deste ano, a WTA anunciou um aumento de 400 milhões de dólares na remuneração das jogadoras ao longo dos próximos 10 anos, mantendo a posição da WTA como a principal organização esportiva feminina do mundo”, acrescentou Simon, se opondo com firmeza a tudo o que havia dito o vice-presidente da federação cazaque.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE