PLACAR

Possível mudança de local gera polêmica em Paris

Foto: Rolex Paris Masters

Paris (França) – Enquanto a Federação Francesa de Tênis (FFT) considera uma possível mudança de local para a disputa do Masters 1000 de Paris, a direção do Palácio de Bercy está preocupada se ainda receberá o torneio em 2025. Nessa espera, o diretor das instalações, Nicolas Dupeux, continua confiante, afirmando para o Eurosport que existem soluções para que o evento siga lá.

A quadra central, atualmente a quarta maior quadra de tênis do mundo, com 15.500 lugares, não é o problema, mas sim as quadras secundárias, com no máximo 500 lugares onde seriam necessários pelo menos 2500, e o seu teto demasiado baixo. Tudo isso fez com que o diretor do torneio Cédric Pioline cogitasse uma mudança de local, alegando não haver espaço.

Respondendo às críticas, a direção do Palácio de Bercy se pronunciou e disse ter propostas para melhorar o evento. “No ano passado, tivemos uma discussão muito clara com a FFT que nos pediu para responder aos novos requisitos da ATP, pedindo mais quadras e capacidade. Respondemos na primavera deste ano com uma proposta específica: uma quadra central e três anexas que cumprem os padrões”, falou Dupeux.

“Não posso esconder a surpresa de descobrir um artigo na imprensa mencionando discussões sobre a mudança de local. O torneio pertence à FFT e podem mudar de local se quiserem, mas não alegando que o Palácio de Bercy não atende às especificações”, afirmou o diretor, dizendo que o projeto tem a quadra 1 para 1.900 espectadores, a quadra 2 para 800 pessoas e a quadra 3 para 500.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE