PLACAR

Pospisil elogia Djokovic e diz que mídia o persegue

Foto: Garrett Ellwood/USTA

Vancouver (Canadá) – Um dos colegas de Novak Djokovic em seu sindicato de tenistas (PTPA), o canadense Vasek Pospisil mais uma vez rasgou elogios ao sérvio em bate-papo com o canal Smashing Rackets, no qual destacou o comportamento do atual número 1 nos bastidores e afirmou que o tênis deveria ser muito grato por ter alguém assim em seu esporte.

“Não é dado mérito suficiente ao Novak, é algo que me irrita muito. Ele é um cara legal. Todo mundo pode agir como um anjo quando as câmeras estão ligadas, podem dizer as coisas certas, isso e aquilo, mas o mais importante é como você realmente é quando as câmeras não estão ligadas, quando você realmente conversa com as pessoas”, afirmou o canadense.

Pospisil afirma que Djokovic é um cara muito generoso e que faz muitas coisas longe dos holofotes. “Não sei se devo dizer isso, mas ele ajuda os juvenis na Sérvia, financiando suas carreiras. Ele realmente se importa e acho que é por causa de sua educação e das circunstâncias em que cresceu, por causa de tudo que ele passou para estar onde está”, contou o atual 186 do mundo em simples.

“Ele é alguém que entende e aprecia o quão difícil é chegar ao topo e como as coisas são fraudulentas contra os jogadores deste esporte. A ajuda deles vem de uma forma verdadeiramente genuína”, acrescentou Pospisil, que aproveitou também para criticar a forma como a imprensa trata mal o sérvio.

O canadense acredita haver algum tipo de perseguição da mídia em relação a Djokovic. “Não percebem todas as coisas incríveis que ele está fazendo. É claro que comete erros, não é perfeito, isso é impossível, mas na minha opinião não se deu a devida atenção a tudo de bom que ele deu a este esporte”, garantiu Pospisil.

“Só comecei a ver esse lado do Novak quando o conheci de verdade, e a cada ano tenho mais respeito por ele. Acho que o tênis tem muita sorte de ter alguém com o perfil dele, o melhor jogador de todos os tempos, e ao mesmo tempo alguém tão apaixonado por jogadores de perfil inferior. Acho que os jogadores vão perceber isso em algum momento”, finalizou o canadense.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE