PLACAR

Pigossi também leva virada e cai na estreia do quali

Londres (Inglaterra) – Assim como já havia acontecido na segunda-feira com João Fonseca e Gustavo Heide na chave masculina, a paulista Laura Pigossi foi mais uma brasileira a se despedir do qualificatório de Wimbledon com uma derrota de virada. Depois de sair na frente da russa Anastasia Zakharova, de 22 anos e atual 159ª do ranking, a número 2 do Brasil e 108ª do mundo acabou eliminada, caindo com parciais de 6/7 (7-9), 6/2 e 7/5 em 2h54 de partida.

Esta foi a terceira derrota em três jogos disputados por Pigossi no All England Club, considerando tanto os duelos pela fase prévia quanto na chave principal. No ano passado, ela também caiu na rodada inicial da etapa classificatória, enquanto que em 2022 não passou da primeira fase do torneio depois de entrar direto pelo ranking, numa edição que não contou com tenistas russos e bielorrussos, impedidos de jogar no Reino Unido devido à Guerra na Ucrânia.

Neste ano, Laura também ficou na abertura do quali no Australian Open e conseguiu entrar em Roland Garros depois de vencer os três jogos prévios. Ao todo, a paulista de 29 anos acumula três participações em Grand Slam, uma em Melbourne, uma em Paris e outra em Londres, restando apenas o US Open para ela completar a lista.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Classificada para a próxima fase do qualificatório de Wimbledon, Anastasia Zakharova enfrentará agora a búlgara Gergana Topalova, 229ª na WTA, que também nesta terça-feira bateu a alemã Ella Seidel, 157ª colocada, por 7/5 e 6/4. A russa venceu o único duelo anterior, realizado em 2019 pelas oitavas de final do ITF W25 de Andijan, no Uzbequistão.

Brasileira larga na frente, mas desperdiça chances

A partida desta terça-feira começou melhor para a brasileira, que foi a primeira a pressionar o serviço da adversária, obtendo uma quebra no quarto game. Logo na sequência, Pigossi precisou enfrentar dois break-points, mas salvou ambos e manteve a vantagem, chegando a abrir 5/2. Depois de desperdiçar um set-point no serviço de Zakharova, Laura sacou para o set no nono game, mas acabou sendo quebrada e viu a russa empatar.

A brasileira ainda teve mais uma oportunidade de vencer a parcial no saque da oponente no 12º game, mas novamente não aproveitou, e a decisão foi para o tiebreak. Com um mini break de vantagem, Zakharova liderou boa parte da série de desempate, mas foi Pigossi quem chegou a três set-points, um deles com o saque, e acabou convertendo o terceiro para fazer 1 a 0 no jogo.

No segundo set, Laura começou pressionando o serviço da russa, levando a uma igualdade logo na abertura e chegando a três break-points no terceiro game, mas sem concretizar nenhum deles. As oportunidades desperdiçadas fizeram falta, porque na sequência Zakharova aproveitou muito bem a chance de quebrar a brasileira e pulou na frente. Ela voltaria a superar o serviço de Pigossi no oitavo game para vencer a parcial.

Sete quebras em 12 games no set final

O terceiro e decisivo set foi dramático e começou com nada menos do que quatro quebras de serviço consecutivas, duas para cada lado. Após dois games tranquilos de saque de ambas as jogadoras, elas voltaram a trocar quebras no sétimo e oitavo games. A essa altura, manter o serviço se tornou um trunfo e qualquer detalhe poderia ser fatal. Sacando pela sobrevivência na partida com 5/6 no placar, Pigossi acabou sendo superada mais uma vez no 12º game e deu adeus à sequência do quali em Wimbledon.

Números finais do jogo mostram que a russa foi bem mais agressiva do que a brasileira ao longo de todo o confronto, disparando mais que o triplo de winners (47 a 14) e subindo bem mais à rede, com 16 pontos conquistados em 25 investidas diante dos três em nove tentativas da brasileira. Zakharova ainda cometeu 54 erros não forçados contra 40 de Pigossi. A paulista fez apenas mais aces (3 a 2), mas cometeu cinco duplas faltas, enquanto a adversária fez apenas uma.

22 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
F.F.
F.F.
18 dias atrás

Uma batalha a altura da grama sagrada

Blumenau
Blumenau
18 dias atrás
Responder para  F.F.

O sonho acabou mais cedo este ano.

Guilherme Alcantara
Guilherme Alcantara
18 dias atrás
Responder para  F.F.

Kkkkkkkkkkkkkkk
Coitado de Wimbledon

Paulo A.
Paulo A.
17 dias atrás
Responder para  F.F.

Mas no US Open, em que ela vai entrar direto, irá fazer bonito. Aguardem!

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
18 dias atrás

Missão cumprida. Conquistou seu objetivo maior que era o cheque de R1. A adversária fez 47 winner contra 14. Na grama p ganhar sem ser agressiva, só por milagre.

Refaelov
Refaelov
18 dias atrás

Uma pena sobretudo pq teve inúmeras oportunidades, nem creio q tivesse maiores chances de avançar à chave principal mas, um Q2 já daria aquela turbinada na premiação

Gilbert Becou
Gilbert Becou
18 dias atrás

7/5 na negra-derrota normal,diante da grama tá ruim,mas tá “bão”

Caetano
Caetano
18 dias atrás
Responder para  Gilbert Becou

Na Negra?

Gil
Gil
17 dias atrás
Responder para  Gilbert Becou

negra? Não use termos racistas, rapaz. Sabes a origem do termo “valendo a negra” ?

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
18 dias atrás

Sem surpresas

Blumenau
Blumenau
18 dias atrás
Responder para  DENNIS SILVA

Ambas são fraquíssimas, quebradeira pra todo lado, sem consistência de jogo, venceu quem teve mais perna.

Burigoto
Burigoto
18 dias atrás

Pigossi teve oportunidades. Ñ aproveitou. Perdeu. Simples assim.

Fred Magalhães
Fred Magalhães
18 dias atrás

Normal, agora é voltar pro saibro. E não há nenhum problema nisso. Tá cheio de inglês por aí que só aparece nesse período de grama e nunca mais temos notícia.

Oscar Riote
Oscar Riote
18 dias atrás

Só por Deus…

Geraldo
Geraldo
18 dias atrás

Não se preparou para ir para WB. Unico torneio em grama, não tinha muitas chances disso dar certo.

Oscar Riote
Oscar Riote
17 dias atrás
Responder para  Geraldo

Para ela não adianta preparação. Ela não tem jogo compatível com grama e nem vai ter. É ir para pegar o prêmio e voltar o quanto antes para o saibro.

André
André
17 dias atrás
Responder para  Geraldo

Que preparação? Em que mundo vc vive? As pessoas que jogam bem na grama fazem 20 anos de preparação, começam aos 5 de idade. Pros sul-americanos criados no saibro eh ir lá, fazer o que der, sacar o cheque e seguir a vida.

Afonso camargo
Afonso camargo
18 dias atrás

Resultado esperado, vivendo de primeira rodada em primeira rodada até os torneios fraquíssimos no fim do ano para tentar ganhar algumas rodadas .

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
17 dias atrás
Responder para  Afonso camargo

Disse tudo.

Marcelo Calmon
Marcelo Calmon
17 dias atrás

Jogadora esforçada, com raça, mas com pouquíssimos recursos. Nem TOP 100 deve ficar mesmo.

JBG
JBG
17 dias atrás

Ahh Laurinha que pena. Queria tanto você na chave principal de Wimbledon. Mas força extra, vamos para próxima.

Danilo BR
Danilo BR
17 dias atrás

Lamentável! Quando os tenistas brasileiros jogam já sabemos que a derrota é o resultado mais provável.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE