PLACAR

Ostapenko bate Kasatkina e é campeã em Adelaide

Foto: Adelaide International

Adelaide (Austrália) – A letã Jelena Ostapenko é a campeã do WTA 500 de Adelaide. Neste sábado, a atual número 12 do mundo superou a russa Daria Kasatkina, 15ª colocada no ranking, com parciais de 6/3 e 6/2 em 1h16 de partida. Este foi o sétimo título de Ostapenko em 15 finais disputadas no circuito e o terceiro em torneios de nível 500.

A campanha vitoriosa em Adelaide levará Ostapenko de volta ao top 10, ocupando exatamente a décima posição. Ela, no entanto, já havia garantido essa colocação somente por chegar às quartas de final, ultrapassando a paulista Beatriz Haddad Maia e a tcheca Barbora Krejcikova, que foram eliminadas ainda na primeira rodada.

Já Kasatkina buscava também o sétimo troféu da carreira e o quinto de WTA 500, mas acabou ficando com o vice-campeonato pela oitava vez em 14 decisões na elite do circuito feminino. No ano passado, ela também foi finalista em Adelaide e acabou sendo derrotada pela suíça Belinda Bencic, vencendo apenas dois games na partida. Por igualar a campanha de 2023, ela avançará apenas um posto, alcançando a 14ª posição do ranking.

As duas tenistas agora focam sua atenção no primeiro Grand Slam da temporada. Cabeça 11 no Australian Open, Ostapenko estreará contra a local Kimberly Birrell, 117ª do mundo, enquanto a 14ª pré-classificada Kasatkina enfrenta a norte-americana Peyton Stearns, 48ª colocada.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

O jogo
A partida começou com muitas dificuldades para as sacadoras. Logo no primeiro game, Jelena Ostapenko precisou salvar dois break-points antes de confirmar o serviço. Na sequência, ela superou o saque de Daria Kasatkina, mas a russa devolveu a quebra em seguida. No sexto game, depois de desperdiçar três breaks, a letã obteve a vantagem definitiva e administrou a parcial até o fim. Destaque para os 81% de pontos ganhos quando colocou o primeiro saque em quadra, contra apenas 56% da adversária.

No segundo, a história se repetiu e Ostapenko quebrou o serviço de Kasatkina já no começo. Desta vez, no entanto, ela não permitiu a reação da oponente e obteve nova quebra para abrir 4/1. A russa chegou a diminuir a vantagem no sexto game, mas perdeu o saque pela terceira vez e viu a letã fechar o jogo em seu quarto match-point no game final. Assim como na primeira parcial, Ostapenko prevaleceu nos pontos ganhos com o primeiro saque, 74% diante dos 45% da rival.

10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Leo
Leo
1 mês atrás

Ela vai ser muito perigosa esse ano. Parece em melhor forma, mas ainda há muito o que melhorar em relação a quando venceu RG. Ainda se percebe a papada e nos braços grandes que ela ainda não está no seu melhor.

Flávio
Flávio
1 mês atrás
Responder para  Leo

Leo ,depois de muito tempo a gordinha,Ostapenko, venceu um torneio agora ela precisa evoluir a parte técnica e também física limitadas como a maioria das tenistas atualmente, talvez a Ostapenko e Ribakina, mulher de gelo, são as únicas que não pipocam para a IGA.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

Atropelou geral e voltou pro ranking de direito! O grande mistério é a Sakkari estar no top 10 por tanto tempo rsrs

Flávio
Flávio
1 mês atrás
Responder para  Fernando Venezian

Pois é Fernando Venezian sempre falo isso aqui, porém vem os sabem nada aqui encherem o saco e negando de fatos, pois a Sakkari é uma das piores tenistas da história a ocupar o top 10,por isso eu sempre falo que o tênis feminino é limitado demais.

Ubiratan (Black)
1 mês atrás
Responder para  Fernando Venezian

É! Sakkari tava caindo junto com Garcia no fim do ano e conquistou Guadalajara onde todo mundo foi eliminado, o que facilitou pra ela pegar só duas top 50. Para completar, como alternate do Finals, ganhou mais uns 400 por perder todas as partidas. Agora é esperar pra ver.

Ubiratan (Black)
1 mês atrás

Resta os parabéns! qualidade de todas já se sabe mas ela vinha mostrando esse maior foco e capacidade de resistir e de ser mais efetiva. Mais um jogo onde ela é quebrada e tem outros BP não aproveitados pelas adversárias, enquanto ela vai lá e confirma. Certamente os 2 WO que favoreceram Kasatkina nos últimos 2 jogos, no final a prejudicaram em termos de ritmo de jogo.
As duas foram eliminadas mas QF de Brisbane semana passada, estão competitivas. Mas, claro, Ostapenko vai mais afiada pro AO. Ela tem a Azarenka no seu quadrante para um possível terceiro jogo, a responsável por essa última eliminação, onde o jogo esteve para os 2 lados e ela que deixou BP não aproveitado, além da velha reclamação com a juíza. Nas oitavas teria a Vondrousova, que não tem feito nada depois do US Open. E depois, a Iga. Então, acho que é um caminho razoável para as quartas. Ela está elevando bem o sarrafo do top 10 e poderá agora jogar menos pressionada com os pontos de QF a defender pois, nesse soma e subtrai, conseguiu agora uma boa gordurinha pra poder queimar lá e no mínimo se manter colada nos 3000 pontos, próxima ao top 10.
A Kasatkina poderá pegar Ribakina nas oitavas mas eu não aposto que chegará lá.

Última edição 1 mês atrás by Ubiratan (Black)
Camila
Camila
1 mês atrás

Parabéns Ostapenko!!!! Realmente voltou com toda força, é chata, encrenqueira, mas luta muito. Muito merecido o prêmio!! Top 10 , parece que vai dar trabalho as adversárias este ano.

André
André
1 mês atrás

Muita gente não gosta da Ostapenko, eu acho ela uma baita jogadora. Uma bola profunda que machuca sempre e um gênio complicado de lidar, mas que não entrega o jogo nunca. Vai ser briguenta, chata e reclamona, mas enquanto fizer o que faz em quadra está perdoada.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

Eu também acho a Ostapenko uma grande jogadora. Se ela começar a criar um plano B pra enfrentar jogadoras como a Sabalenka, Azarenka, Rybakina e Gauff, que sabem enfrentar o jogo agressivo dela, acredito que vai conseguir se colocar entre as Top 5 ou Top 6 do ranking.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

Pra quem acha um mistério a Sakkari estar entre as Top 10, recomendo estudar como que são calculados os pontos para a formação do ranking da WTA e aí o mistério será desfeito.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE