PLACAR

Osaka perde chances e leva virada de Pliskova

Foto: Brisbane International

Brisbane (Austrália) – Em uma batalha de duas ex-número 1 do mundo, nesta quarta-feira, a tcheca Karolina Pliskova conseguiu prevalecer diante da japonesa Naomi Osaka e levou a melhor em uma grande vitória de virada, marcando parciais de 3-6, 7-6 (4) e 6-4, depois de 2h14 de confronto, garantindo vaga nas oitavas de final no WTA 500 de Brisbane.

O duelo foi de altíssimo nível, com as duas jogadoras mostrando agressividade. Pliskova terminou a partida com 47 winners e 24 erros não forçados, ao passo que Osaka teve 40 winners e 12 erros não forçados. A tcheca venceu apenas um ponto a mais do que a rival (101 a 100) e se aproveitou da dificuldade de Osaka em converter os break-points, aproveitando apenas 2 em 12 oportunidades.

Do outro lado, Pliskova foi precisa e converteu as duas chances de quebra que teve a seu favor. Ela também levou a melhor nos aces, terminando com 16 contra 14 de Osaka. Na próxima rodada, a tcheca cabeça de chave 16 do torneio terá pela frente a vencedora do embate entre a letã Jelena Ostapenko, terceira mais bem cotada ao título, e a italiana Camila Giorgi.

A japonesa começou bem na partida e venceu os dois primeiros games, mas Pliskova reagiu imediatamente e devolveu a quebra de desvantagem o terceiro game. Só que Osaka não desistiu e no sexto bateu o saque da rival mais uma vez. Depois disso, ela administrou a vantagem até o final e largou na frente no marcador.

Na segunda parcial, Osaka teve as únicas três chances de quebra da disputa, todas no terceiro game, no qual a tcheca saiu de 0-40 para confirmar o serviço. A definição foi então para o tiebreak, em que Pliskova foi superior, confirmou todos os pontos de saque e obteve dois mini0breaks contra a japonesa para empatar o jogo e levar a decisão para o terceiro.

Pliskova pela primeira vez largou na frente e abriu o terceiro set fazendo 3/1, com uma quebra no terceiro game e dois break-points salvos no quarto. Osaka ainda teve uma nova oportunidade de devolver a quebra no oitavo, mas a deixou escapar. Firme com o serviço, com 68% de aproveitamento na partida, a tcheca se manteve na frente até o final e selou sua quarta vitória em seis jogos contra a japonesa.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Sidney
Sidney
1 mês atrás

Mental nos breaks, que coisa!

hyrata hykeno abe
1 mês atrás

A queridinha da WTA perdeu. O volume de matérias positivas a essa marionete da agenda 2030 é desproporcional a quantidade de jogadoras que se podem noticiar. Como as pessoas não percebem isso?

Ubiratan (Black)
1 mês atrás

Pliskova poderia fazer um favor pra Bia no ranking e parar a Ostapenko nessa próxima rodada.
Vai lá, Pliskova, nunca te desejei mal!! aliás, sempre torci para você avançar nos torneios e jogar com Bia. Apenas sempre quis que Bia te vencesse.

Vai Pliskova!!!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE