PLACAR

Olmos e Chan faturam o título de duplas em Hobart

Foto: Hobart International

Hobart (Austrália) – Juntas desde agosto do ano passado, a mexicana Giuliana Olmos e a taiwanesa Hao-Ching Chan conquistaram o primeiro título da parceria. Neste sábado, elas levantaram a taça do WTA 250 de Hobart ao derrotarem as chinesas Xinyu Jiang e Hanyu Guo com um duplo 6/3.

Aos 30 anos, Olmos levanta o sexto troféu de duplas da carreira em 16 finais disputadas. Suas maiores conquistas foram nos WTA 1000 de Roma e Madri, obtidas em 2021 e 2022 ao lado das canadenses Sharon Fichman e Gabriela Dabrowski, respectivamente.

Apesar do título, a atual 24ª colocada no ranking está caindo uma posição, ultrapassada justamente pela paulista Beatriz Haddad Maia, campeã do WTA 500 de Adelaide com a norte-americana Taylor Townsend. A mexicana tem como melhor marca o 6º lugar, alcançado em abril de 2023.

Também com 30 anos de idade, Chan chegou ao 20º título na elite do circuito e o segundo em Hobart. A ex-número 5 do mundo na especialidade já havia vencido o torneio em 2019 com sua irmã, Latisha, quatro anos mais velha e com quem jogou a maior parte da carreira. Juntas, elas também venceram o WTA 1000 de Cincinnati em 2015 e outros 12 eventos na elite.

Ao contrário de Olmos, a taiwanesa ganhará uma posição de uma brasileira. Na próxima lista da WTA, ela ultrapassará Luisa Stefani para chegar ao 19º posto. Sem poder defender os pontos do título de Adelaide do ano passado, a paulista também perdeu um lugar para a holandesa Demi Schuurs, com quem jogaria nesta semana e deverá atuar no Australian Open.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE