PLACAR

Novak: “Bom ver Gael jogando em alto nível de novo”

Foto: Peter Staples/ATP

Cincinnati (EUA) – Pela 19ª vez no circuito profissional, o sérvio Novak Djokovic levou a melhor para cima do francês Gael Monfils, batendo o rival nas oitavas de final do Masters 1000 de Cincinnati para anotar o recorde de maior freguesia do circuito.

“Foi uma espécie de evolução de ambos nos últimos 15 anos ou mais em que jogamos um contra o outro em diferentes partes do mundo, inclusive no juvenil”, disse Djokovic sobre seu histórico com Monfils.

Se no profissional o francês perdeu todos os duelos com Djokovic, curiosamente na única vez que se enfrentaram no juvenil, em um torneio australiano em 2004, foi Monfils que levou a melhor.

“Acho que no início tive muito trabalho com ele, porque também é um cara muito físico. Quando você enfrenta os caras mais atléticos do circuito, tem que estar pronto, pois cada bola volta. Em alguns pontos hoje, especialmente no primeiro set, ele mostrou seu atleticismo”, analisou o sérvio.

Djokovic enfatizou a importância de sacar bem nas rápidas condições de Cincinnati. “Consegui segurar meu saque com bastante conforto. Acho que estava acertando bem os pontos e apenas o fiz jogar”, disse o número 2 do mundo.

“Ele cometeu alguns erros não forçados no 4/3 do primeiro set para me dar a quebra de vantagem. Depois disso, não olhei mais para trás. É bom vê-lo de volta jogando em alto nível, fazia alguns anos que não nos enfrentávamos”, finalizou o sérvio.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE