PLACAR

Murray preocupado com sua incapacidade de quebrar os adversários

Foto: LTA

Stuttgart (Alemanha) – Abatido, o escocês Andy Murray expressou preocupação com sua incapacidade de derrotar os adversários antes de Wimbledon, depois de cair na primeira rodada do Aberto de Stuttgart. Murray admitiu que seu jogo na grama “precisa melhorar” imediatamente, já que sua capacidade de devolver o serviço o abandonou na noite de segunda-feira, diante o americano Marcos Giron, 54º do mundo.

O bicampeão do Wimbledon agora vai disputar o torneio de Queen’s, na próxima semana, na tentativa de recuperar um de seus pontos fortes.

O ex-número 1 do mundo afirmou que “não tem 100% de certeza” se estará na equipe britânica nos Jogos Olímpicos de Paris, provavelmente nas duplas. “Meu jogo precisa melhorar, o nível do tênis no circuito é alto. Preciso jogar melhor se quiser vencer mais partidas”, disse Murray, vice-campeão em Stuttgart há dois anos.

Murray passou um tempo na Grã-Bretanha treinando na grama, depois da eliminação na estreia em Roland Garros diante de Stan Wawrinka. Mas essa preparação não valeu a pena no Weissenhof Club, cujas quadras são montadas sob a orientação de especialistas do All England Club.

Murray espera reviver seu jogo na grama no Queen’s Club, seu último torneio de aquecimento para, é quase certo, seu último Wimbledon, torneio que ganhou em 2013 e 2016.

“Tive alguns meses difíceis, mas fisicamente me sinto bem agora – o tornozelo, as costas. Está tudo melhor desde que fui para a grama”, comentou. Murray, que recentemente mudou de marca de raquete, expressou decepção por ter perdido suas chances em Stuttgart. “Tenho tido dificuldade para quebrar o saque. Faz algumas partidas que não quebro e isso geralmente era um ponto forte meu. “Em uma superfície rápida como a grama, os sets são apertados. Quando suas chances surgirem, você terá que ser clínico – ele foi e eu não.”

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Marcelo Reis
Marcelo Reis
1 mês atrás

Quando li o texto, entendi o “quebrar” no título. Mas ficou engraçado, na hora imaginei Murray trocando porrada (tentando quebrar ele) com o Giron rsrs.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Fils vence a grande batalha de Hamburgo em cima de Zverev

Veja como Zheng chegou ao bicampeonato em Palermo

PUBLICIDADE