PLACAR

Murray pede igualdade após diferença nos prêmios

Washington (EUA) – Disputado nesta semana, o torneio de Washington, que tem o mesmo nível na ATP e na WTA, ambos figurando como um evento 500, gerou polêmica por causa da diferença de premiações das chaves masculina e feminina. Enquanto o campeão entre os homens vai embolsar US$ 353.445 a campeã entre as mulheres receberá US$ 120.105, mais e três vezes menos.

Um dos maiores defensores da igualdade de gênero no circuito, o britânico Andy Murray lamentou a diferença na distribuição da premiação. “Sou totalmente a favor de prêmios iguais em dinheiro e acho ótimo que muitos torneios do circuito tenham feito isso, acho muito positivo. Mas essa igualdade é difícil de ser completamente verdadeira até que ATP e WTA trabalhem em conjunto”, observou o ex-número 1.

Andy pediu que a ATP e a WTA trabalhem juntas para evitar episódios como o de Washington. “Sempre achei que, quando competimos no mesmo torneio, nas mesmas quadras, devemos jogar pelo mesmo prêmio em dinheiro. Mas acho que para o tênis ser totalmente igual, WTA e ATP deveriam trabalhar juntas”, comentou o britânico.

“Mas não acho que seja fácil agora porque cada circuito tem patrocinadores diferentes, acordos de televisão diferentes e outras coisas. Há algumas coisas que ainda têm de mudar, mas sinto que as coisas estão no bom caminho, como o torneio de Washington ser categoria 500 em ambos os circuitos, mas sim, ainda podia ser melhor”, complementou Murray.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE