PLACAR

Monteiro e Heide sobem bem no ranking, Wild cai

Foto: Uruguay Open

Londres (Inglaterra) – Vice-campeão do challenger de Montevidéu, o cearense Thiago Monteiro aproveitou a grande campanha no torneio para recuperar colocações no ranking e se aproximar da volta ao top 100. O número 2 do Brasil ganhou 14 posições nesta segunda-feira e subiu para o 117º lugar, ficando exatamente 101 pontos atrás do 100º colocado na ATP.

Outro que aproveitou o desempenho no saibro uruguaio para escalar o ranking foi o paulista Gustavo Heide, que foi até as semifinais na semana passada e com isso disparou 22 lugares. O tenista de 21 anos alcançou a 248ª posição, se aproximando da melhor da carreira (foi 232 do mundo no mês passado).

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Já o número 1 do país, o paranaense Thiago Wild, não teve boas notícias nesta segunda-feira, caiu cinco colocações e agora é o 80º do mundo. Também foi para baixo o paulista Felipe Meligeni, que amargou uma queda um pouco mais acentuada, perdeu 10 posições no ranking e desceu para a 149ª.

Entre as quedas nacionais, quem se deu mal foi o jovem carioca João Fonseca, que despencou mais de 100 posições nesta semana. O tenista de apenas 17 anos perdeu 114 lugares no ranking profissional e agora ocupa a 790ª colocação na ATP.

Olhando para quem subiu, o paulista Pedro Sakamoto foi o brasileiro que teve a maior disparada no top 500 da ATP. Ele melhorou 34 colocações e foi para o 377º posto. Orlando Luz e Pedro Boscardin também ganharam um pouco de terreno, o gaúcho melhorou cinco lugares para alcançar o 346º, enquanto o catarinense subiu quatro posições e foi para a 406ª.

Veja como está o top 10 brasileiro na ATP:

Thiago Wild – 80º (-5)
Thigo Monteiro – 117º (+14)
Felipe Meligeni – 149º (-10)
Gustavo Heide – 248º (+22)
João Lucas Reis – 325º (-21)
Eduardo Ribeiro – 344º (-6)
Orlando Luz – 346º (+5)
Matheus Pucinelli – 358º (-3)
Pedro Sakamoto – 377º (+34)
Pedro Boscardin – 406º (+4)

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE