PLACAR

Monteiro e Heide caem nas semis e decidem o bronze

Heide chegou a ter um match-point no duelo de 3h contra o cabeça 1 Facundo Diaz Acosta (Foto: Sergio Llamera/ITF)

Santiago (Chile) – Os dois brasileiros que estavam nas semifinais de simples dos Jogos Pan-Americanos de Santiago foram superados na rodada deste sábado, diante dos dois principais cabeças de chave. Thiago Monteiro não teve bom desempenho no saque, enquanto Gustavo Heide esteve muito perto da vitória, mas sofreu uma virada após 3h de partida.

Heide, de 21 anos e 252º do ranking, chegou a ter um match-point no tiebreak do terceiro set contra o argentino Facundo Diaz Acosta, principal cabeça de chave e 102º do mundo, que marcou as parciais de 4/6, 6/4 e 7/6 (8-6). O jovem paulista chegou a ter 5-2 no tiebreak decisivo, após um set inteiramente sem quebras, mas perdeu dois pontos no saque na reta final do jogo.

Classificado para o Pan depois de ter sido medalhista nos Jogos Sul-Americanos de Assunção, Heide ficou muito perto de uma vaga nos Jogos Olímpicos de Paris. Isso porque, se ele fosse medalhista de ouro ou prata em simples em Santiago, bastaria se manter entre os 400 melhores do ranking até junho do ano que vem para confirmar a classificação. Na atual temporada, ele conseguiu suas duas melhores campanhas em challenger, final na Colômbia e semi em Porto Rico.

Já Monteiro não repetiu neste sábado o bom desempenho que vinha apresentando nas últimas semanas. Bastante instável nos games de saque, o cearense de 29 anos e 119º do ranking permitiu cinco quebras de serviço ao chileno Tomas Barrios Vera, 105º colocado, que marcou as parciais de 6/3 e 6/1. Barrios chega pela segunda vez à final do Pan, repetindo o resultado de 2019 em Lima e garante seu lugar em mais uma Olimpíada.

Apesar da derrota, Monteiro ainda tem chances de voltar aos Jogos Olímpicos, mas terá que subir um pouco mais no ranking até 10 de junho de 2024. A chave em Paris tem 64 tenistas, respeitando o limite dos quatro atletas por país, além de desistências que são bastante comuns, já que o circuito da ATP não para durante as Olimpíadas e muitos tenistas preferem lutar por pontos no ranking e premiação em dinheiro.

Heide ainda disputa a final de duplas com Demoliner
Ainda neste sábado, Heide disputará a final de duplas, ao lado do gaúcho Marcelo Demoliner. Os brasileiros enfrentam os chilenos Tomás Barrios e Alejandro Tabilo, em busca do ouro nas duplas. Demoliner também está na final de duplas mistas, junto de Luísa Stefani, contra a parceria colombiana de Yuliana Lizarazo e Nicolas Barrientos.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE