PLACAR

Melo e Middelkoop não passam da estreia em Córdoba

Foto: Cordoba Open

Córdoba (Argentina) – Primeiro brasileiro a estrear na chave de duplas do ATP 250 de Córdoba, Marcelo Melo não passou da primeira rodada no torneio argentino em quadras de saibro. Melo e o holandês Matwe Middelkoop eram os cabeças de chave 3, mas foram superados nesta terça-feira pelos convidados argentinos Federico Gomez e Renzo Olivo por 6/1 e 6/2 em apenas 54 minutos.

A dupla argentina dominou a partida desde o início e abriu 4/0, voltando a quebrar no fim do primeiro set. Eles só enfrentaram um break-point na parcial. No segundo set, Gomez e Olivo conseguiram duas novas quebras e venceram o jogo. Eles podem enfrentar os também argentinos Pedro Cachin e Federico Coria ou os franceses Theo Arribage e Luca Sanchez.

“Hoje eles foram superiores em todos os aspectos. Tentamos algumas saídas, mas não deu certo. Temos que analisar o jogo para melhorar para os próximos”, explicou Marcelo, que está acompanhado de seu técnico, o irmão Daniel Melo, e o preparador físico Chris Bastos. Na temporada, o mineiro tem apenas uma vitória ao lado de Middelkoop, ainda na estreia do ATP de Adelaide.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Depois de Córdoba, Melo e Middelkoop jogarão outros dois torneios na América do Sul neste mês de fevereiro. Na capital argentina, Buenos Aires, estarão em mais um ATP 250, entre os dias 12 a 18. Na sequência, seguirão para o Rio Open, ATP 500 com início no dia 19.

Outros quatro brasileiros estão na chave de duplas em Córdoba. A parceria nacional de Fernando Romboli e Marcelo Zormann desafia os argentinos Maximo Gonzalez e Andres Molteni, principais cabeças de chave. Já o gaúcho Rafael Matos e seu parceiro colombiano Nicolas Barrientos estreiam contra o paranaense Thiago Wild e o parceiro argentino Francisco Comesana.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
F.F.
F.F.
18 dias atrás

Terrível a fase do Melo
Na verdade é um ex tenista em atividade , porém as duplas por ser outro esporte concede sobrevida a veteranos e tenistas que não deram certo em simples

Leo, o realista
Leo, o realista
18 dias atrás

Tenebroso. Que atropelo, Jesus. Eu acho que deveria ir pro beach tennis pra ter uma sobrevida como jogador

Andre Borges
Andre Borges
17 dias atrás

Putz, sou fãzaço e tenho um respeito absoluto pelo Melo, mas poxa….

Daniel
Daniel
16 dias atrás

Grande Marcelo Melo Girafa Bi campeāo de Slam, está se despedindo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE