PLACAR

Matos leva virada e fica com o vice em Chengdu

Foto: Chengdu Open

Chengdu (China) – Na segunda final que o gaúcho Rafael Matos e o português Francisco Cabral disputaram juntos, mais uma vez acabaram com um vice-campeonato. Nesta terça-feira, eles foram superados pelos franceses Sadio Doumbia e Fabien Reboul, cabeças de chave 1 no ATP 250 de Chengdu, que viraram com o placar final de 4/6, 7/5 e 10-7, após 1h53 de batalha.

Com o vice, Matos e Cabral dividem uma premiação de US$ 32.600 e levam para casa 150 pontos no ranking, que devem render uma colocação para o gaúcho, subindo de 44º para 43º, e três para o português, que alcançará o 51º lugar. Já os campeões franceses recebem US$ 60.920 de premiação.

Esta foi a 11ª decisão que Matos disputou na carreira, somando seis títulos e cinco vice-campeonatos. Sua última conquista veio no ATP 250 de Sófia, no ano passado, quando teve sua temporada mais vencedora com cinco taças, quatro delas ao lado do espanhol David Vega e uma com o paulista Felipe Meligeni, seu parceiro no primeiro título da carreira, em 2021.

A dupla luso-brasileira, cabeça de chave 2 no torneio, largou na frente e faturou o primeiro set com uma quebra solitária. Em um jogo bastante equilibrado, que começou com um break-point para cada lado nos dois primeiros games, Matos e Cabral aproveitaram que os rivais enfrentaram 0-40 com o saque no nono game para anotar o break que os fez marcar 1 a 0 no placar.

Só que os principais favoritos reagiram e levaram a melhor na segunda parcial em situação semelhante, obtendo uma quebra solitária no 12º game após 0-40 de Matos e Cabral. A definição foi então para o match-tiebreak, em que o brasileiro e o português chegaram a abrir 7-6 e dois saques, mas perderam ambos e não venceram mais pontos até o final da partida.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE