PLACAR

Matos e Melo celebram ótimo início da parceria com título

Foto: Sascha Feuster/BOSS OPEN

Berlim (Alemanha) – O tênis brasileiro comemorou mais um título de ATP neste domingo com a conquista de Rafael Matos e Marcelo Melo na grama de Stuttgart, ao baterem o britânico Julian Cash e o norte-americano Robert Gallowayh por 3/6, 6/3 e 10-8. Jogando juntos somente pela quarta vez no circuito e a terceira na temporada, o gaúcho e o mineiro celebraram bastante o triunfo, mas já pensam na sequência da curta temporada no piso original do tênis que culminará na disputa de Wimbledon.

Mais experiente do dueto, Melo citou que a confiança foi a chave para a campanha nesta semana e espera levar essa energia para os próximos torneios. “Estamos realmente muito felizes com essa vitória. [Nosso] primeiro torneio de grama jogando juntos e conseguimos o título. Fizemos belos jogos durante a semana toda. Jogamos muito confiantes nos momentos importantes, do primeiro jogo à final. Acho que é uma fração de um belo caminho que temos pela frente”, disse o duplista de 40 anos e agora dono de 38 títulos na especialidade.

O ex-número 1 do mundo também analisou a partida deste domingo e ressaltou a melhora da dupla brasileira depois de perder o set inicial. “Acho que o que decidiu foi a partir do segundo set, quando começamos a jogar muito melhor. A energia estava muito alta e acho que conseguimos alguns pontos muito importantes no início do match-tiebreak, o que nos deixou um pouco mais calmos. No 9-8 fizemos um ponto muito bom para finalizar”, destacou o mineiro.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Por sua vez, Rafael Matos corroborou com a opinião de Melo, reforçando a importância de começar bem o desempate decisivo. “No primeiro set eles jogaram muito bem, não tivemos praticamente chance no saque deles. A partir do segundo jogamos muito bem, fizemos um belo game para quebrar. No super tiebreak abrimos vantagem para ter uma gordura antes de fechar”, ressaltou.

O canhoto de 28 anos ainda celebrou o rápido sucesso da dupla com o compatriota. “Feliz dessa parceria estar dando certo logo no começo e que a gente siga nessa pegada, nesse profissionalismo, pois podemos formar um bom time como deu pra ver nesse início”, disse Matos, que chegou ao oitavo título da carreira e o segundo em 2024, depois de conquistar o Rio Open com o colombiano Nicolas Barrientos.

De virada, Matos e Melo são campeões do ATP de Stuttgart

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Adalberto
Adalberto
1 mês atrás

Sempre achei que o Girafa deveria encerrar carreira com um duplista brazuca!
Que bom que a dupla funcionou!
Mas vendo o indiano vovô das duplas acho que o Melo nem pensa em parar, principalmente se for dando certo com o Rafa!
VQV BRAZUCAS!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Fils vence a grande batalha de Hamburgo em cima de Zverev

Veja como Zheng chegou ao bicampeonato em Palermo

PUBLICIDADE