PLACAR

Laura faz 10 games seguidos e larga bem no Chile

Foto: LP Open by IND

Colina (Chile) – A estreia de Laura Pigossi no WTA 125 de Colina foi com resultado positivo. A número 2 do Brasil e 136ª do mundo virou o jogo contra a francesa Carole Monnet, 184ª colocada, marcando as parciais de 4/6, 6/0 e 6/3 em 2h16 de partida. Pigossi chegou a vencer dez games seguidos nesta quarta-feira.

A vitória na estreia em Colina vale 15 pontos na WTA para Pigossi, mas ela tem 29 a a defender nesta semana. O torneio em quadras de saibro no Chile dá 160 pontos no ranking à campeã, o que poderia deixar a paulistana de 29 anos bem perto da volta ao top 100.

A adversária de Laura Pigossi nas oitavas será a jovem norte-americana de 22 anos Elizabeth Mandlik, sétima cabeça de chave e 125ª do ranking. Elas já se enfrentaram duas vezes, com uma vitória para cada lado. A brasileira venceu no ano passado, na Colômbia, e a norte-americana deu o troco este ano, na rodada final do quali de Roland Garros.

Mais uma vez, Pigossi teve a oportunidade de atuar nas condições em que se sente mais confortável, quadra de saibro e um pouco de altitude, tornando o jogo um pouco mais rápido. Embora tenha passado por algumas oscilações nos games de saque do primeiro set, permitindo três quebras à adversária, a brasileira assumiu o controle do jogo a partir da segunda parcial.

Confiante na execução dos golpes durante os ralis de fundo, Pigossi soube trabalhar bem os pontos e aplicou um ‘pneu’ no segundo set, ao conseguir três quebras e escapar do único break-point que enfrentou quando já vencia por 5/0. O domínio continuou no terceiro set, quando ela abriu 4/0. Monnet chegou a pedir atendimento fora da quadra e devolveu uma das quebras quando retornou, mas Pigossi tinha grande vantagem e voltou a quebrar no último game da partida.

De volta ao palco da medalha de ouro
Pigossi está voltando ao Chile três semanas depois de ter conquistado as medalhas de ouro em simples e duplas nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, garantindo também a vaga nos Jogos Olímpicos de Paris. “As condições aqui estão bem diferentes do Pan de Santiago. Lá a quadra estava mais pesada e aqui está mais dura, a bola quica mais. Tive que me adaptar um pouco”.

“No primeiro set joguei bem, mas escapou um par de bolas, ela jogou muito bem. Mas sabia que se jogasse com mais margem, iria mais pro meu lado e foi tudo bem. No terceiro abri 3/0 e ela chamou a físio, jogou mais calma e acertou bons golpes, mas consegui comandar bem no final. Muito contente voltar ao Chile, foi uma semana muito especial. É ótimo voltar a sentir isso tudo de novo”.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE