PLACAR

Karue Sell voltará a jogar no Brasil depois de 13 anos

Karue Sell (Foto: Divulgação)

Porto Alegre (RS) – Radicado nos Estados Unidos desde 2012, quando foi jogar e estudar na Universidade da Califórnia, o catarinense Karue Sell voltará a competir no Brasil depois de 13 anos. Ele vai disputar o challenger 50, que acontece de 28 de abril a 05 de maio, em Porto Alegre. Seu último torneio no país foi em 2011.

Sell competiu pela UCLA entre 2012 e 2016, quando se formou na condição de capitão da equipe. Depois disso, jogou alguns torneios profissionais e em 2019 começou a trabalhar na equipe da japonesa Naomi Osaka. Ele também integrou o time do norte-americano Marcos Giron, atual 48 da ATP.

“Nesses últimos quatro anos fiz parte do nível mais alto do tênis, com a Osaka, passei um tempo também com o Agassi, e aprendi muito sobre o jogo e isso me ajudou a melhorar o meu próprio jogo. Aí disputei alguns torneios aqui perto de casa em Los Angeles, ganhei três ou quatro, depois fiz quartas em um future e vi que dava para tentar”, disse Sell.

“Meu objetivo é jogar mais challenger, entrar direto na chave e depois tentar um quali de Grand Slam, mas pra isso preciso chegar na metade do meu ranking” falou o catarinense de 30 anos, que atualmente ocupa o 582º lugar no ranking da ATP.

“É um desafio pessoal, ultrapassar meu melhor ranking, que foi 371 e tentar jogar ATP. Tenho mais cinco ou seis anos de circuito e vou tentar”, explicou Sell, que consegue se dedicar ao esporte graças ao seu canal do YouTube, no qual dá várias dicas sobre treinamentos e técnicas. “Estou gravando bastante conteúdo no circuito e vou aproveitar. Tem gente que não acredita que sou brasileiro”, brincou.

No circuito, Sell venceu cinco ITFs em quadra dura, e disputou um challenger em Acapulco nesta semana antes de ir para Porto Alegre, jogar no saibro da Associação Leopoldina Juvenil. Ele terá que enfrentar o qualificatório para buscar lugar na chave principal.

17 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Luiz Correia
Luiz Correia
1 mês atrás

O estilo de jogo dele é muito bom pra quadras rápidas. No saibro tende a ser mais complicado conseguir bons resultados. Mas é muito legal ver um brasileiro jogando nesse estilo agressivo, de saque e voleio. Acho que ele pode sim bater o top 200.

F.F.
F.F.
1 mês atrás
Responder para  Luiz Correia

Ele não joga saque e voleio. Assista uns vídeos dele no YouTube q vai ver. Mas realmente pro saibro o jogo dele n casa muito são bolas mais retas.

marcos
marcos
1 mês atrás
Responder para  F.F.

Qual é o canal dele gente ?

Leonardo
Leonardo
1 mês atrás
Responder para  marcos

Mytennis Hq

Bernardo Oliveira
Bernardo Oliveira
1 mês atrás

Tá tão concorrido assim esse CH50 para não ter um WC disponível pro Sell?

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás
Responder para  Bernardo Oliveira

Mas ele vai jogar o qualy? Só li que ele vai jogar o torneio.

Andrade
Andrade
1 mês atrás

Professor, técnico, etc. Boa surpresa ver o Sell tentando retomar a carreira de jogador profissional. No início, há anos, com um patrocínio, teria ido longe na ATP, talvez Top 150, quem sabe até um Top 100. Atualmente, já trintão, é mais difícil.

Eduardo
Eduardo
1 mês atrás
Responder para  Andrade

Como ele disse, ainda deve ter uns 5, 6 anos de carreira, da pra tentar chegar ainda.

Dudu Bezerra
Dudu Bezerra
1 mês atrás

Muito bom, que tenha sucesso!

Henrique Pontara
Henrique Pontara
1 mês atrás

Uma pena ele não ganhar um WC. Ele é um cara que pode dar boa visibilidade para o Tênis brasileiro. Seu canal (em inglês) é muito bom e ele é um cara que tenta ajudar a todos lá e que parece gostar do esporte

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás

Não tem diferencial no seu jogo e como ele existem no mínimo 150 outros iguais, vai ser tarefa duríssima concretizar o sonho dele após os 30 anos.

Porkuat
Porkuat
1 mês atrás
Responder para  Beto_poa

Amigo no canal dele está claro que ele quer ver até onde vai,curtindo um dia de cada de vez, como ele mesmo colocou na entrevista e aparentemente vc não leu (ou quer apenas desmerece-lo) a meta dele é jogar um quali de slam, para isso até 220-230 do ranking ele consegue.

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  Porkuat

Eu entendi o ponto do Beto. O fato é q, em termos de realizações no tênis até o momento, o Sell é um cara no máximo no nível de um Sakamoto(até mais baixo eu diria).. Fica difícil entender pq o Sell é endeusado por uns aqui o tratando como mtoooo diferente do resto da tropa de underdogs(ou exército de Brancaleone, como alguns preferem).. particularmente suponho q seja pelo nome e pinta de gringo, q mexe com o complexo de vira latas de alguns aqui

Última edição 1 mês atrás by Refaelov
Porkuat
Porkuat
1 mês atrás
Responder para  Refaelov

O Sakamoto dispõe o tempo dele para fazer um canal de instrução para tenistas amadores? Há uma frase bem interessante de Abraham Lincoln que talvez possa se aplicar a alguns “É melhor calar-se e deixar que as pessoas pensem que você é um idiota do que falar e acabar com a dúvida”

Refaelov
Refaelov
1 mês atrás
Responder para  Porkuat

Por isso fiz questão de colocar “em termos de realizações no tênis”, obviamente considerando apenas a carreira profissional

Porkuat
Porkuat
1 mês atrás

Cara gente boa demais. Sigo o canal dele no youtube há bastante tempo, uma vez perguntei sobre uma raquete e o próprio Karue respondeu. Quem quiser conhecer o canal se chama “My HQ Tennis” .

Douglas
Douglas
1 mês atrás

Caramba. Vai ser estranho ver o karue sell jogando no saibro. Seu estilo de jogo nao é pra essa realidade mais vai ser um desafio… Se pensa em jogar Roland garros tem que se adaptar tbm a esse piso. Mais prefiro que fique no Piso sintetico msm. Sucesso. Ainda quero ver jogando o Us Open seria incrivel. Mais um passo de cada vez…avante.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE