PLACAR

Jabeur vence outro jogo dramático e vai às oitavas

Foto: Mike Lawrence/USTA

Nova York (EUA) – Apesar de todas as dificuldades sentidas por Ons Jabeur neste US Open, que tem jogado gripada desde o começo do torneio e relatou ter sentido dificuldades para respirar na estreia, ela já está nas oitavas de final. A tunisiana superou neste sábado a tcheca tcheca Marie Bouzkova, 31ª do ranking, com uma grande virada e parciais de 5/7, 7/6 (7-5) e 6/3 em 2h58 de partida.

Este foi mais um jogo dramático para Jabeur, que vinha de uma partida muito longa contra a também tcheca Linda Noskova na segunda rodada. Vice no US Open do ano passado, a tunisiana de 29 anos ainda persegue seu primeiro título de Grand Slam. A atual número 5 do mundo chegou também a outras duas finais de Slam, ambas na grama de Wimbledon. Sua próxima rival é a chinesa Qinwen Zheng, 23ª do ranking.

O início de partida foi excelente para Bouzkova, que confirmou rapidamente seus games de serviço e conseguiu uma quebra logo cedo, chegando a liderar por 5/2. A tcheca teve um set-point e sacou para fechar, mas Jabeur buscou o empate. Ainda assim, Bouzkova voltaria a quebrar no último game do set.

Na segunda parcial, Jabeur esteve por duas vezes com quebra acima e tinha muito mais iniciativa nos pontos. Jogadora mais agressiva em quadra, ela fez 23 winners contra apenas 4 de Bouzkova no set. Quando a tunisiana liderava por 5/3, Bouzkova precisou de atendimento médico fora no vestirário. A tcheca voltou a sentir o desconforto no adutor da coxa direita, mesma lesão que a fez abandonar uma partida em Cincinnati há duas semanas.

Bouzkova voltou para a quadra com nítida limitação nos movimentos e chorando muito. Com muito esforço, ela tentou se manter na partida. Ciente de suas condições físicas, a tcheca buscava uma vitória em sets diretos e conseguiu devolver a quebra para forçar o tiebreak. Bouzkova ficou a dois pontos de eliminar Jabeur, mas a tunisiana conseguiu igualar a partida.

À essa altura do jogo, Bouzkova já oferecia muito mais resistência que no meio do segundo set. Jabeur tentou se aproveitar da lesão da rival e apostou em muitas curtinhas para fazer a tcheca correr para a frente. A tunisiana conseguiu uma quebra no começo do terceiro set, permitiu o empate, mas retomou a vantagem na reta final da partida para chegar à vitória. Bastante amigas no circuito, as jogadoras se abraçaram após a partida.

Vondrousova vence a 10ª seguida em Slam
No jogo que encerrou a terceira rodada feminina do US Open, Marketa Vondrousova fez valer sua ótima fase no circuito e também deu aula de inteligência tática. A atual campeã de Wimbledon e número 9 do mundo superou a russa Ekaterina Alexandrova, 20ª do ranking, por 6/2 e 6/1 em apenas 57 minutos de partida. Esta foi a décima vitória seguida da tcheca em Grand Slam.

Diante de uma adversária agressiva e que bate muito forte na bola dos dois lados, Vondrousova variou saque e alturas de bola e também usou mudanças de direção para não dar ritmo à adversária. Como resultado, a russa cometeu 21 erros não-forçados, contra apenas seis da tcheca, que venceu com facilidade.

A adversária de Vondrousova ser´a a jovem norte-americana Peyton Stearns, de 21 anos e 59ª do ranking. Ela superou a britânica Katie Boulter por 6/4 e 6/3 e segue sem perder sets em Nova York, tendo vencido a búlgara Viktoriya Tomova na estreia e a dinamarquesa Clara Tauson na segunda rodada. Sua próxima rival pode ser a tcheca Marketa Vondrousova, campeã de Wimbledon, ou a russa Ekaterina Alexandrova.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE