PLACAR

Jabeur é exigida por Osorio, mas avança à terceira rodada

Foto: Corinne Dubreuil/FFT

Paris (França) – Depois de uma vitória tranquila na estreia, a tunisiana Ons Jabeur teve um pouco mais de trabalho na segunda rodada, mas mesmo assim conseguiu vencer mais uma em Roland Garros. Nesta quarta-feira a cabeça de chave 8 precisou de 1h45 para bater a colombiana Camila Osorio pelo placar de 6/3, 1/6 e 6/3 e garantir vaga na próxima fase.

Em uma temporada ainda bastante discreta e atrapalhada por lesão no joelho, a tunisiana de 29 anos segue em busca de uma campanha de destaque. Até o momento, seu melhor resultado em 2024 foi no WTA 1000 de Madri, onde alcançou as quartas de final. Nos outros oito eventos que disputou no ano, não ganhou mais do que uma partida em cada na semana.

A pressão por uma boa trajetória em Paris é ainda maior pelo fato de Jabeur defender as quartas do ano passado, quando caiu para a paulista Beatriz Haddad Maia. Esta é sua sétima participação no saibro parisiense e ela ainda tem o histórico de duas oitavas (2020 e 2021), além de uma terceira rodada (2017) e duas eliminações em estreias (2019 e 2022).

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Na próxima rodada, a número 9 do mundo enfrentará a vencedora do duelo entre a canadense Leylah Fernandez, 31ª principal inscrita, e a chinesa Xiyu Wang, que tiveram seu jogo adiado por causa da chuva e só voltarão à quadra na quinta-feira. Em ambos os cenários, Jabeur tem um histórico favorável contra as possíveis adversárias, tendo vencido os três encontros com Fernandez, o mais recente no saibro de Madri em abril, e o único diante de Wang.

Osorio segue sem vencer dois jogos em Paris

Disputando Roland Garros pela quarta vez na carreira, a colombiana Camila Osorio ainda não sabe o que é chegar à terceira rodada do torneio. Assim como nos últimos dois anos, ela é eliminada na segunda fase, enquanto que em 2021 ela sequer passou da estreia. O único Grand Slam no qual ela já venceu dois jogos consecutivos é Wimbledon, feito obtido em 2021.

Atual número 77 do mundo, a jogadora de 22 anos tem dois títulos de WTA na carreira, ambos em Bogotá (2021 e 2024), e outras duas finais, em Tenerife (2021) e Monterrey (2022). Seu melhor ranking foi o 33º lugar obtido há dois anos.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE