PLACAR

Iga aplica 20º ‘pneu’ do ano e avança às oitavas

Foto: Mike Lawrence/USTA

Nova York (EUA) – A número 1 do mundo Iga Swiatek enfrentou nesta sexta-feira sua melhor amiga no circuito, a eslovena Kaja Juvan. E apesar de todo o carinho e respeito que tem pela adversária, ela mais uma vez foi muito dominante e venceu por 6/0 e 6/1 em apenas 49 minutos de partida.

Swiatek aplicou 20 ‘pneus’, os sets vencidos por 6/0, na atual temporada do circuito. Oito deles foram em Grand Slam. A polonesa de 22 anos marcou sua 56ª vitória em 2023, com títulos em Doha, Stuttgart, Roland Garros e Varsóvia. Sua próxima adversária pode ser a letã Jelena Ostapenko ou a norte-americana Bernarda Pera.

Repetindo o placar de sua vitória na estreia sobre a sueca Rebecca Peterson, por pouco Iga não saiu de quadra com uma ‘bicicleta’, que seria a quinta da carreira. A última vez que ela venceu uma partida sem perder um game sequer foi na terceira rodada de Roland Garros deste ano contra a chinesa Xinyu Wang.

Atual campeã do US Open, Swiatek disputa a liderança do ranking com Aryna Sabalenka, semifinalista no ano passado. Quem fizer a melhor campanha em Nova York ficará com o número 1 após o torneio. Em caso de resultados iguais, Sabalenka assume a liderança pela primeira vez na carreira.

Na entrevista em quadra, Iga falou sobre a relação que tem com Juvan: “Eu sabia que tinha que estar focada e não me permitir pensar sobre isso. Jogar contra ela é como enfrentar uma irmã. Não tenho muitos amigos mas ela é minha melhor amiga”, comentou a polonesa sobre a adversária, 145ª do ranking e vinda do quali.

Admiradora de clássicos do rock desde a adolescência, a polonesa sempre se declarou fã de bandas como Pink Floyd e Led Zeppelin. Ela conta que mudou um pouquinho a playlist para o aquecimento, mas sem sair muito do mesmo estilo. “Tive que mudar, porque conheço essas músicas muito bem. Eu tive a mesma playlist por dois anos e meio. Agora escuto mais Rolling Stones, Janis Joplin, Smoke on the Water, AC/DC… e mais umas outras que não me lembro”.

Com um ritmo arrasador desde o início da partida, Swiatek estava mais uma vez mostrou bastante confortável com as condições de quadra e bolas utilizadas este ano em Nova York. Ela conseguiu se impor com seu jogo agressivo e muita potência nos golpes, comandando os pontos com o forehand.

A polonesa não enfrentou break-points na partida e cedeu apenas seis pontos nos games de serviço, liderando com folga a contagem de winners por 21 a 2 e só cometeu cinco erros não-forçados contra 11 da eslovena. O único game que Juvan fez foi quando o placar já estava 6/0 e 3/0 e foi bastante comemorado. Após a rápida partida, as jogadoras deram um caloroso abraço.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE