PLACAR

Gauff consegue nova virada e enfrenta Wozniacki

Foto: Garrett Ellwood/USTA

Nova York (EUA) – Assim como já havia acontecido na partida de estreia na última segunda-feira, Coco Gauff conseguiu mais uma virada neste US Open e garantiu vaga nas oitavas de final em Nova York. A norte-americana de 19 anos e número 6 do ranking passou pela belga Elise Mertens, 32ª do ranking, por 3/6, 6/3 e 6/0 em 2h05 de partida nesta sexta-feira.

Gauff já havia virado o jogo contra a alemã Laura Siegemund na primeira rodada e dominou a partida contra a jovem russa de 16 anos Mirra Andreeva na segunda fase. Apesar da pouca idade, ela já conseguiu sua nona virada em partidas de Grand Slam. A norte-americana vive o melhor momento da carreira, com títulos em Washington e Cincinnati, oito vitórias seguidas e 14 nos últimos 15 jogos.

Nas oitavas de final, Gauff enfrenta a dinamarquesa Caroline Wozniacki, ex-número 1 do mundo e que volta ao circuito depois de três anos e meio. A dinamarquesa de 33 anos tem duas finais de US Open e um título de Grand Slam na Austrália em 2018. “É uma partida que nunca imaginei que faria. Quando ela parou de jogar, disse que gostaria de tê-la enfrentado pelo menos uma vez. Esse desejo virou realidade agora e ela está jogando muito bem. Sei que ela tem muitos fãs aqui em Nova York, mas espero que a torcida me apoie bastante”.

O primeiro set foi preocupante para Gauff, que vinha enfrentando games longos em seu serviço e perdeu dois break-points quando liderava por 3/2. As oportunidades desperdiçadas custaram caro para a norte-americana, que teve o saque quebrado com uma dupla falta no game seguinte. Pouco depois, Mertens voltou a quebrar e fechou o primeiro set.

Logo na abertura do segundo set, Gauff escapou de cinco break-points e ganhou muita confiança depois de confirmar o game de serviço. Ela conseguiu uma quebra logo na sequência e outras duas no fim do set, terminando a parcial com quatro games seguidos.

Já no terceiro set, a norte-americana teve total domínio das ações, enquanto Mertens já sentia o desgaste, chegava desequilibrada nos ralis e aumentava o número de erros. Assim, Gauff conseguiu três novas quebras e não enfrentou break-points para marcar um ‘pneu’. Ela fez 33 a 28 nos winners e cometeu 25 erros contra 39 de Mertens.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE