PLACAR

Gauff confirma boa fase, Sabalenka vence e reencontra Jabeur

Foto: Western & Southern Open

Cincinnati (EUA) – No jogo que encerrou a rodada das oitavas do WTA 1000 de Cincinnati, Coco Gauff fez valer seu bom momento no circuito e garantiu lugar nas quartas. A norte-americana de 19 anos e número 7 do mundo venceu um duelo de jovens contra a tcheca Linda Noskova, de 18 anos e 50ª do ranking, por 6/4 e 6/0 em apenas 1h.

Gauff conquistou há duas semanas o maior título da carreira em Washington. E na sequência, chegou às quartas nos dois WTA 1000 preparatórios para o US Open. Ela enfrenta na próxima fase a italiana vinda do quali e 43ª do ranking Jasmine Paolini, que foi beneficiada pela desistência da cazaque Elena Rybakina, quarta colocada e que vem sofrendo com dores no ombro nas últimas semanas.

“Estávamos quebrando muito os saques uma da outra no primeiro set. Mas tentei manter meus serviços da melhor maneira possível no segundo”, disse Gauff, na entrevista em quadra. O primeiro set teve nove quebras em dez games disputados. Mas no segundo, a norte-americana não enfrentou break-points e quebrou mais três vezes para aplicar um ‘pneu’. Ela fez 22 a 4 nos winners e cometeu 17 erros contra 21.

Sabalenka supera Kasatkina em sets diretos
Em outro jogo definido em sets diretos, Aryna Sabalenka marcou um duplo 6/3 contra Daria Kasatkina. A partida teve 1h18 de duração, além de duas interrupções por chuva que atrasaram a disputa por mais de duas horas. Em quadra, a bielorrussa contou com seu tênis agressivo e de muita potência nos golpes para mandar nos pontos, diante de uma rival que se defendia bem e buscava variações. Sabalenka conseguiu cinco quebras e perdeu o saque só duas vezes.

A adversária de Sabalenka nas quartas é a tunisiana Ons Jabeur, quinta colocada no ranking, que ficou em quadra por apenas 23 minutos, beneficiada pela desistência da croata Donna Vekic, por doença viral. O placar marcava 5/2 para Jabeur no primeiro set quando Vekic se retirou. A bielorrussa lidera o histórico de confrontos por 3 a 2, mas a tunisiana venceu o duelo mais recente, na semifinal de Wimbledon.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE