PLACAR

Garcia volta a superar Azarenka e faz semi no México

Foto: Guadalajara Open AKRON

Guadalajara (México) – O quinto duelo entre Caroline Garcia e Victoria Azarenka no circuito terminou com a quarta vitória da francesa, que garantiu lugar na semifinal do WTA 1000 de Guadalajara, com vitória por 6/3 e 6/4 em apenas 1h37 de partida nesta quinta-feira. Depois de salvar dois match-points na estreia contra Aliaksandra Sasnovich, Garcia venceu seus jogos das oitavas e quartas em sets diretos.

Terceira cabeça de chave do torneio e número 11 do mundo, Garcia está com 29 anos e tem 11 títulos no circuito. Ela tenta alcançar sua 17ª final da carreira e a segunda na temporada. E depois de ter conquistado quatro torneios no ano passado, inclusive o WTA Finals, a francesa ainda busca o primeiro troféu de 2023.

A adversária de Garcia na semifinal desta sexta-feira virá do jogo entre a grega Maria Sakkari, 9ª do ranking, e a surpreendente colombiana Emiliana Arango, apenas 180ª colocada, mas que tem mostrado ótima adaptação às condições de altitude e com bolas mais pesadas em Guadalajara.

Garcia salvou 11 break-points e jogo teve até troca de árbitros
Ex-número 1 do mundo e atual 23ª do ranking aos 34 anos, Azarenka estava melhor no início da partida. Ela vinha confirmando seus games de saque de forma mais tranquila e criou cinco oportunidades de quebra. Garcia conseguiu se salvar de todas elas e só foi ter um break-point já no final do set, aproveitando a chance para fazer 4/2 e definir a parcial no saque.

Em um dia de forte calor e com temperatura acima dos 30º C, a partida teve uma rara troca de árbitros de cadeira. Durante o segundo set, Simon Cannavan saiu de quadra e deu lugar à brasileira Paula Vieira, que seguiu até o final do jogo.

Logo na abertura do segundo set, Garcia conseguiu mais uma quebra de serviço. E na sequência, salvou mais seis break-points. Com a altitude e o tempo quente e seco durante a tarde no México, o jogo tinha ralis curtos e pontos dominados pelas sacadoras. Garcia, que disparou dez aces na partida e tem muita potência nos golpes vinha sustentando a vantagem. Azarenka até confirmou seu último game de serviço, quando perdia por 5/3, mas não teve novas chances de ameaçar o saque da rival.

Garcia liderou com folga a contagem de winners por 28 a 13. E por ser mais agressiva em quadra, cometeu 21 erros não-forçados contra 8 de Azarenka. No entanto, ela também forçou 33 erros da bielorrussa. E a ex-número 1 não pode reclamar das chances perdidas, já que não aproveitou nenhum dos 11 break-points que teve, e permitiu uma quebra em cada set.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE