PLACAR

Garcia vira e levanta a Chatrier, Krejcikova é eliminada

Caroline Garcia (Foto: Loic Wacziak/FFT)

Paris (França) – Principal atração da casa neste primeiro dia de torneio, a francesa Caroline Garcia teve trabalho, mas contou com a força da torcida na Philippe Chatrier para avançar com uma vitória de virada sobre a quali alemã Eva Lys por 4/6, 7/5 e 6/2 em 2h12 de partida.

Com um retrospecto que não é nada favorável no seu Grand Slam caseiro, Garcia avançou apenas três vezes para a terceira rodada em 13 participações. Seus melhores resultados foras as quartas de final em 2017 e as oitavas em 2018 e 2020. Nos últimos três anos, ela parou na segunda fase.

Tentando enfim quebrar essa barreira e vencer mais de um jogo no saibro parisiense após quatro temporadas, ela enfrentará na próxima rodada a norte-americana Sofia Kenin, vice-campeã em 2020 e que também precisou de uma virada para avançar neste domingo, derrotando a alemã Laura Siegemund por 4/6, 6/2 e 6/2 em 1h57 de jogo.

Nos dois jogos já realizados entre elas, Kenin levou a melhor em ambos, vencendo em sets diretos nas quartas de final de Mallorca em 2018 e na primeira rodada de Hobart no ano seguinte. Elas nunca se enfrentaram no saibro, sendo que esses dois encontros aconteceram na grama e no piso duro, respectivamente.

Campeã de 2021 é eliminada na estreia novamente

Pelo terceiro ano consecutivo, a tcheca Barbora Krejcikova não conseguiu passar do primeiro jogo em Roland Garros. Campeã do torneio em 2021, a ex-número 2 do mundo e atual 26ª colocada mais uma vez foi eliminada precocemente, caindo agora para suíça Viktorija Golubic com as parciais de 7/6 (7-3) e 6/4.

Em sua sétima participação no torneio, Golubic encerra por sua vez uma sequência negativa de cinco derrotas em estreias no Grand Slam francês. Com isso, ela avança para a segunda fase apenas pela segunda vez na carreira, repetindo o resultado de 2016. Sua próxima adversária saíra do duelo entre as russas Anastasia Potapova e Kamilla Rakhimova, que se enfrentam apenas nesta segunda-feira.

Antigas semifinalistas têm destinos opostos

Outra jogadora que se destacou na edição de 2021 e não obteve mais resultados expressivos em Paris é a eslovena Tamara Zidansek. Semifinalista naquele, eliminada na terceira rodada da temporada seguinte e na estreia do ano passado, ela precisou disputar o quali em 2024 e chegou à quarta vitória consecutiva ao bater neste domingo a belga Alison van Uytvanck por 6/2, 2/6 e 6/1. Zidansek aguarda agora pela norte-americana Coco Gauff, que abrirá campanha na segunda-feira diante da russa Julia Avdeeva.

Ao contrário da eslovena, a italiana Martina Trevisan, que chegou entre as quatro melhores em 2022, não teve a mesma sorte e ganhou apenas três games de Olga Danilovic, caindo por 6/1 e 6/2. A jogadora sérvia espera agora por Danielle Collins ou Caroline Dolehide.

Mais resultados do domingo

Convidada pela organização e atual 136ª do ranking, a francesa Chloe Paquet surpreendeu a russa top 50 Diana Shnaider por 6/3 e 6/1 e voltará à segunda rodada de Roland Garros após sete anos. Sua adversária será a tcheca Katerina Siniakova, cabeça de chave 32, que teve certo trabalho para derrotar a qualificada húngara Dalma Galfi, marcando as apertadas parciais de 7/5 e 7/6 (7-3).

Completando a lista de jogos já encerrados até o momento, a norte-americana Amanda Anisimova passou pela eslovaca Rebecca Sramkova por 7/6 (8-6) e 6/4, a dinamarquesa Clara Tauson bateu a alemã Tatjana Maria por 6/2 e 6/3 e a chinesa Xiyu Wang eliminou a compatriota Zhuoxuan Bai por 7/5, 6/7 (4-7) e 6/3.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
22 dias atrás

O que aconteceu com a Martina Trevisan…

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE