PLACAR

Gabriel Sidney é campeão de duplas após duas desistências

Gabriel Sidney (Foto: Arquivo pessoal/Instagram)

Cagliari (Itália) – Com um desfecho bastante inusitado, o paranaense Gabriel Sidney ficou com o título de duplas do ITF M25 de Santa Margherita di Pula, no saibro italiano. Formando a principal parceria do torneio ao lado do argentino Mariano Kestelboim, o brasileiro deveria ter jornada dobrada neste sábado, mas acabou contando a desistência de duas parcerias para levantar o troféu.

Primeiro, o argentino Juan Otegui e o espanhol Carlos Jover, cabeças de chave 4 na competição, desistiram da semifinal. Logo depois, Gabriel e Mariano sequer precisaram entrar em quadra para encarar na decisão os alemães Kai Wehnelt e Patrick Zahraj, terceiros pré-classificados, já que eles também abandonaram a disputa.

Curiosamente, Sidney e Kestelboim já haviam sido beneficiados na primeira rodada com a retirada dos italianos Fabio De Michele e Marco Furlanetto no segundo set, quando o dueto sul-americano vencia por 6/2 e 3/3. O único jogo completo que eles fizeram no torneio foi nas quartas de final diante do norte-americano Joseph Bishop e do holandês Marcel Sudzum, vencendo com um duplo 6/3.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Aos 27 anos, o tenista de Curitiba chega ao seu nono título da carreira nas duplas e o terceiro em nível M25, todos conquistados no saibro. Ele possui ainda seis troféus de M15, sendo cinco na terra batida e um no piso sintético. Atualmente com o melhor ranking da carreira, ocupando a 289ª colocação, ele deverá cair cerca de 30 posições na próxima segunda-feira, já que os pontos de Santa Margherita di Pula só serão contabilizados daqui a duas semanas.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Marcos Souza
Marcos Souza
23 dias atrás

Muita sorte, ser campeão sem jogar.
Mas, vamos comemorar.

Leonel
Leonel
23 dias atrás

Quase não jogaram pra serem campeões porém TB o prêmio deve ser pequeno nesses torneios vazados.

Kario
Kario
23 dias atrás

A quantidade de desistencias está realmente muito estranha. Há algo acontecendo. Pq desistiram? O Aliassime está numa situação muito parecida. Isso acontecia nas decadas de 70 e 80? Com essa frequencia? Olha a quantidade de jogadores q se retiram do circuito por meses ou anos (Nadal, varias vezes), ou se aposentam cedo…

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE