PLACAR

Errani e Paolini fazem a festa da torcida e levam a dupla em Roma

Foto: Jimmie48/WTA

Roma (Itália) – Após 12 anos, uma dupla italiana voltou a triunfar no WTA 100 de Roma. As responsáveis pelo fim do jejum foram Sara Errani e Jasmine Paolini, que derrotaram na final deste domingo as cabeças de chave número 3, norte-americano Coco Gauff e a neozelandesa Erin Ratliffe no match-tiebreak, com o placar final de 6/3, 4/6 e 10-5.

Sara e Jasmine levantaram o terceiro troféu juntas, depois de Monastir , em 2023, na quadra dura, e de Linz, em fevereiro passado, no sintético coberto. Juntas elas também chegaram à final em Melbourne 1 em 2022. Errani fatura seu 30º título de duplas, sendo também a última italiana a triunfar em Roma, ao lado de Roberta Vinci em 2012.

A ex-número 1 do mundo de duplas, Errani já fechou o Grand Slam ao lado da compatriota Vinci e joga com Paolini de olho nos Jogos Olímpicos de Paris. Para Paolini, este é o quarto título de duplas da carreira, sendo três deles ao lado da atual parceira.

Jogo equilibrado decidido no detalhe

O primeiro set rapidamente foi para as italianas, que conseguiram uma vantagem de 5/2, com duas quebras, e aguentaram a partir daí. Cada equipe teve nove bolas vencedores na primeira parcial, mas Errani e Paolini cometeram apenas cinco erros não forçados, enquanto Gauff e Ratliffe cometeram o dobro.

A norte-americana e a neozelandesa se recuperaram no segundo set. No ponto decisivo em 3/3, uma jogada cruzada entre Gauff e Errani foi a favor do norte-americana, selando a quebra crucial e impulsionando o confronto para o desempate decisivo, no qual a dupla da casa reverteu uma desvantagem inicial de 1-4 para depois fazer 10-8 e ficar com a vitória.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE