PLACAR

Em tom de despedida, Nadal se sente preparado para voltar

Foto: Barcelona Open Banc Sabadell

Barcelona (Espanha) – Nesta segunda-feira, o espanhol Rafael Nadal concedeu uma entrevista coletiva antes de sua estreia no ATP 500 de Barcelona, que acontecerá na terça-feira. Dono de 12 títulos no torneio, o tenista da casa falou em um tom de despedida, mas mostrando otimismo com a condição física atual, depois de três meses de inatividade e poucos jogos nos últimos anos.

“Foram dois anos difíceis. Venho de uma grande operação no quadril, da qual demora um pouco para se recuperar. As coisas acontecem no corpo e eu não conseguia seguir o cronograma que queria. Quando você não pode, você não pode. Neste ponto da minha carreira, estou em uma situação diferente, antes de lamentar onde não pude estar, para mim é uma dádiva estar em Barcelona”, afirmou Nadal.

“Considero que é meu último ano e quero aproveitar cada momento. Sinto-me pronto para jogar amanhã e não penso em como chegarei lá. Sei qual é a situação, estou apenas me preparando, mas sou realista. Para mim, estar aqui é uma alegria”, acrescentou o espanhol, que contou que resolveu jogar no saibro catalão de última hora, porque não sabia se conseguiria.

Retorno de Nadal está marcado para às 11h desta terça

Homenageado pela direção do torneio dando o nome à quadra central, Nadal reforçou o tom de despedida, mas mostrou otimismo. “Não sei o que acontecerá no futuro, mas vou tentar me dar a melhor chance. A semana de treinos foi positiva e saio com a esperança de dar o meu melhor”, comentou o canhoto de Mallorca.

“Tenho aproveitado os treinos. Esses momentos compensam outros que não são tão bons. Estou animado para continuar jogando. Sei que estou numa situação difícil, mas isso faz parte da vida do atleta. Você tem que encarar isso como tal”, disse o ex-número 1 do mundo sobre suas sensações no momento.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Questionado sobre o problema na região abdominal, ele falou que não teve vontade de comentar a situação e explicou por que. “Não tive vontade de dizer onde tive um problema, cansei de contar minhas dificuldades. No nível mental, essas coisas acabam nos afetando”, declarou Nadal, que só abriu o jogo depois que o tio Toni revelou a questão em uma entrevista.

Nadal garantiu que as sensações nos treinos em Barcelona foram melhores do que as que teve em Mallorca. “Minhas sensações corporais também melhoraram e me sinto pronto para competir. Então veremos o que acontece. Não tenho conseguido praticar muito o serviço. Há incerteza, mas é o que é. Você tem que conviver com isso e tento ver as coisas de forma positiva”, finalizou.

8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Osvaldo
Osvaldo
1 mês atrás

isso aí, Nadal ! o homem tá com tudo de novo ! Vc vai voltar mais forte do que nunca ! rumo ao 15º RG !
#rumoaos25slams #euacredito

Alexandre
Alexandre
1 mês atrás
Responder para  Osvaldo

Também acredito, embora contra todas as probabilidades.

Cristiana
Cristiana
1 mês atrás

Admiro a sinceridade dele, a transparência, o pragmatismo, a maturidade. Grande atleta e ser humano.

Lee
Lee
1 mês atrás

Nadal 30% de seu nível máximo em Roland Garros acho que atualmente só o Djokovic ou o Alcaraz para conseguir vencer ele. Sinner, tsitsipas ou Ruud poderiam vencer só se o Nadal estiver muito limitado fisicamente mas eu acho que ele está se preparando desde o início do ano para jogar sua despedida em Roland Garros e com certeza ele vai longe no torneio e não é qualquer um que vai conseguir derrotar ele não.

Alexandre
Alexandre
1 mês atrás
Responder para  Lee

Acredito que possa ir bem nesses torneios, mas, com 30% da condição física não sei se daria pra levantar da cama. Ele teria que estar bem… se fazendo de morto, como já fez muitas vezes.

trackback

[…] Aos 37 anos, Nadal fala em tom de despedida e considera que esta será sua última temporada no circuito profissional. Ele só confirmou presença no ATP de Barcelona, torneio que já conquistou 12 vezes, em coletiva de imprensa nesta segunda-feira. […]

Jose
Jose
1 mês atrás

Ele está se fazendo de morto mas vai aparecer em rg apavorando. Vai ganhar de novo e se aposentar.

rubens
rubens
1 mês atrás

torcendo muito aqui pelo seu retorno, adoro ver as surras que ele toma de Djokovik…ESPERO VER ALGUMAS AINDA ESTE ANO, ANTES DE SUA APOSENTADORIA.
No mais, é um grandíssimo jogador, não foi e nunca será o melhor do mundo…mas pode se dizer que foi o melhor saibrista de todos os tempos e jamais alguém vai superar o que ele fez na terra batida.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE