PLACAR

Em Marrakech, Berrettini volta às conquistas e ao top 100

Foto: ATP Tour

Marrakech (Marrocos) – O italiano Matteo Berrettini voltou a comemorar um título no circuito depois de quase dois anos de jejum. Na final deste domingo, ele sagrou-se campeão do ATP 250 de Marrakech ao bater o espanhol Roberto Carballes, que defendia a conquista do ano passado, com parciais de 7/5 e 6/2, depois de 1h47 de confronto.

Vindo de nove vitórias seguidas na competição, Carballes tentava não apenas ampliar a sequência vitoriosa no saibro marriquino, mas também a invencibilidade em finais, uma vez que havia vencido das duas que disputara até então. Contudo, o espanhol não conseguiu repetir o compatriota Pablo Andujar, último a faturar dois títulos seguidos no evento (2011 e 2012).

Ex-top 10, Berrettini levou a melhor e faturou seu primeiro título desde o Queen’s em 2022. Esta foi a nona conquista do italiano no circuito, que irá garantir seu retorno ao top 100, faixa da qual estava afastado desde janeiro deste ano. Com a campanha desta semana, ele saíra do atual 135º lugar para a 84ª colocação no próximo ranking.

Primeiro italiano campeão em Marrakech desde Daniele Bracciali em 2006, Berrettini vai levar para casa uma premiação de 88.125 euros. Já o vice-campeão Carballes receberá um prêmio em dinheiro de 51.400 euros. Por não ter conseguido defender o título, o espanhol cairá nove lugares no ranking e será o 73º do mundo.

Carballes até chegou a sair na frente no primeiro set, deixou escapar um break-point no segundo game e obteve a quebra no quarto, abrindo 3/1. Só que Berrettini reagiu prontamente e devolveu o break em seguida. Na reta final, o italiano foi melhor nos momentos importantes, anotou nova quebra no 11º e salvou três break-points no 12º, saindo de 0-40 para confirmar e assim fazer 1 a 0 no placar.

A segunda parcial ficou bem mais no controle do italiano, que salvou três break-points para vencer seu primeiro game na disputa e depois embalou, saindo de 0/1 para 5/1, com duas quebras consecutivas. A confortável vantagem foi muito bem administrada por Berrettini, que teve 67% de aproveitamento de saque na partida e não foi mais ameaçado até ficar com a vitória.

 

2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Balbino Neto
Balbino Neto
1 mês atrás

Jogaço de Berretine, conseguiu virar um jogo dificílimo sobre um resiliente e firme Carballes que jogou o torneio com pinta de campeão. Talvez essa grande vitória finalmente devolva a Berretine a auto confiança que foi afetada por lesões. Avante!

Ronildo
Ronildo
1 mês atrás

Poderia até mesmo já ter Wimbledom no currículo se não tivesse jogado a final lesionado.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE