PLACAR

Miiller/Diaz e Baran/Cappelletti faturam o Pure Beach

Rafaella Miiller e Patrícia Diaz (Foto: @mitchel_leonardo)

Marechal Deodoro (AL) – A chave principal do Pure Beach, torneio BT 400 disputado na Praia do Francês, em Marechal Deodoro, Alagoas, foi encerrada neste sábado. Na competição feminina, a paranaense Rafaella Miiller e a venezuelana Patrícia Diaz venceram a 15ª partida consecutiva na praia alagoana. Campeãs do Pure Beach em abril do ano passado, elas conquistaram o bicampeonato, derrotando as italianas Flaminia Daina e Nicole Nobile por 7/6 (8/6) e 6/4. A dupla da brasileira salvou cinco set-points na primeira parcial. Campeãs mundiais e melhores do mundo, elas se mantêm invictas na temporada com dois títulos em dois torneios.

“Foi uma final estranha, não sei bem como explicar. Foi importante a gente se manter. Paty mais positiva e eu mais quieta, tentando encontrar a solução. Conseguimos nos manter, acho que elas sentiram um pouco no final. Estou feliz com essa vitória. Legal ganhar quando as coisas não dão muito certo”, comemorou Miiller, que agora soma 20 títulos ao lado de Paty e 49 na carreira. A venezuelana faturou seu 50º título.

“Um jogo super duro. Nós começamos mal e elas, super firmes. Demorou um pouco para a gente ver o que estava acontecendo e corrigir, eu estava correndo mais que eu devia. Depois conseguimos nos acalmar um pouco, entramos no jogo e buscamos. Foi um duelo bem disputado, no final foi bem emocional, mas saquei confiança. Estou orgulhosa. Foi um dia duro, não me senti muito bem, mas mesmo assim tirei o melhor de mim”, destacou Diaz.

Michele Cappelletti, à esquerda, e André Baran (Foto: @mitchel_leonardo)

Na chave masculina, o troféu ficou com o catarinense André Baran, número 1 do país e quarto do mundo, e o italiano Michele Cappelletti, terceiro colocado e pentacampeão mundial. Eles superaram o atleta radicado em Campinas, Daniel Mola, 17º, e Giovanni Cariani, de Maringá (PR), 27º colocado, ambos de 20 anos, por 6/1 e 7/6 (7/4). Na semifinal, eles viraram um jogo emocionante contra o espanhol Antomi Ramos e Hugo Russo, de Campinas, por 1/6, 6/4 e 10-7, depois de estarem perdendo por 6/1 e 3/1.

Cappelletti ergue seu 77º troféu na vasta carreira, enquanto que Baran soma seu 29º. É o terceiro título da dupla. “Tivemos um dia super desgastante, pouco tempo de recuperação, gastamos uma energia inacreditável na semifinal, revertemos um placar muito duro com o trabalho em equipe. Isso nos fez gastar 3 vezes mais de energia, tivemos que nos hidratar. Foi um desafio muito grande, dupla muito jovem na final, merecedores, fizemos jogo super duro. Isso nos fez entrar muito ligados. Queria agradecer a torcida que nos ajudou demais”, afirmou Baran. Cappelletti completou falando dos bons ares de Marechal pelo segundo troféu seguido. “A atmosfera daqui é maravilhosa. Fizemos um grande torneio ano passado, esse aqui foi mais complicado, 6/1 3/1 abaixo na semi, Baran fez a diferença e conseguimos voltar. Fomos ao limite, mas conseguimos.”

O Pure Beach segue no domingo com mais um torneio BT 10, com a definição dos campeões no final da tarde e também a definição dos últimos campeões nas categorias amadoras.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wild enfrenta inspirado Monfils e a torcida francesa em Paris

A homenagem de Roland Garros ao adeus de Alizé Cornet

PUBLICIDADE