PLACAR

Djokovic retoma a vice-liderança e Sinner amplia sua vantagem

Foto: Internazionali BNL d'Italia

Londres (Inglaterra) – Mesmo sem jogar, tentando se recuperar a tempo de voltar a competir ainda em Wimbledon, o sérvio Novak Djokovic conseguiu recuperar a vice-liderança do ranking. Ele se aproveitou da queda prematura do espanhol Carlos Alcaraz no ATP 500 de Queen’s, onde defendia o título e acabou eliminado na segunda rodada, deixando assim 450 pontos pelo caminho.

Além de trocar de posições, Djokovic e Alcaraz viram também o italiano Jannik Sinner ampliar a vantagem sobre eles nesta semana com a conquista do título do ATP 500 de Halle. O atual número 1 do mundo colocou mais 410 pontos na conta e agora tem mais de 1.000 de vantagem para o sérvio segundo colocado.

Sinner também garante a liderança do ranking até depois de Wimbledon, independente do que acontecer na grama do All England Club, uma vez que Alcaraz defende o título e Djokovic o vice. Ambos não conseguirão somar o suficiente para superar o italiano no terceiro Grand Slam da temporada, com boa chance da diferença entre eles aumentar ainda mais.

Hurkacz bate melhor marca

Derrotado pelo líder do ranking na final em Halle, o polonês Hubert Hurkacz aproveitou sua boa campanha no torneio alemão para subir um pouco mais no ranking e alcançar a melhor marca na carreira. Com o vice-campeonato em Halle, ele ganhou dois lugares e agora é o número 7 do mundo.

Na outra única mudança dentro do top 10, Alex de Minaur seguiu na direção oposta do polonês de 27 anos. Enquanto Hurkacz saiu de nono para sétimo, o australiano foi de sétimo para nono. Entre eles, o norueguês Casper Ruud se manteve em oitavo.

Korda estreia no top 20

Um pouco mais embaixo, o norte-americano Sebastian Korda aproveitou a boa campanha em Queen’s, onde foi até as semifinais, para entrar no top 20 pela primeira vez. Ele subiu três lugares com os pontos somados no tradicional torneio britânico de grama e agora é o número 20 da ATP.

Campeão do torneio, o também norte-americano Tommy Paul teve uma subida menos acentuada e ganhou somente uma colocação nesta segunda-feira, assumiu o 12º lugar e agora é o melhor de seu país no ranking. Ele igualou sua melhor marca na ATP e está a pouco mais de 500 pontos do inédito top 10.

6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Guilherme E.S. Ribeiro
Guilherme E.S. Ribeiro
28 dias atrás

Destaque para o Hurkacz, alcançando seu melhor ranking na carreira, onde ele já é o melhor polonês da história. Outros destaques são o Korda, entrando no TOP 20 e tornando-se o 62º americano TOP20 na história do ranking e o Jack Draper, entrando no TOP30 e tornando-se o 11º britânico TOP30 na história.

Jonas
Jonas
28 dias atrás

É incrível ele ainda estar no top 3. Djokovic claramente largou essa disputa pelo topo há mais de 1 ano… mas isso é graças ao segundo semestre do ano passando, em que ele amassou todo mundo.

Leonardo
Leonardo
28 dias atrás

Djokovic a 100% seria favorito absoluto, mas mesmo a “meia bomba” ainda é muito perigoso em WB e um dos favoritos. E diferente do que passou com Nadal que pegou Zverev na primeira rodada, Djokovic como cabeça 2 deve escapar de jogos complicados e pode ir ganhando ritmo durante as 2 semanas. Azar de Alcaraz, que se Djoko confirmar, entrando como cabeça 3 pode cair no lado de Sinner, ou no lado de Djokovic se ambos chegarem tão longe para se enfrentar em uma semi. Mas eu diria que esse WB pode aprontar surpresas. Espero ver Sinner campeão para coroar de vez o n.1 que foi meio que carimbado em RG.

Luis Vanderley Santana
Luis Vanderley Santana
27 dias atrás
Responder para  Leonardo

Azar para quem pegar alcaraz

ARCHIMEDES
ARCHIMEDES
28 dias atrás

Sou torcedor desse jogador sempre.
Um dos melhores do mundo no que faz

Ana
Ana
28 dias atrás

Que dia é o sorteio de Wimbledon?

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE