PLACAR

Djokovic passa por Rune e faz quartas de Slam pela 60ª vez

Fotos: AELTC

Londres (Inglaterra) – Recordista absoluto de presenças em quartas de final de Grand Slam, o sérvio Novak Djokovic aumentou ainda mais sua própria marca e disputará a antepenúltima rodada de um torneio deste porte pela 60ª vez na carreira, a 15ª em Wimbledon. Nesta segunda-feira, o heptacampeão do torneio garantiu sua classificação ao superar o dinamarquês Holger Rune em sets diretos, parciais de 6/3, 6/4 e 6/2 após 2h03 de confronto.

Nole agora tem duas presenças a mais em quartas de Slam do que o segundo colocado na lista, o suíço Roger Federer. Os dois são seguidos pelo espanhol Rafael Nadal (47), o norte-americano Jimmy Connors (41) e o australiano Roy Emerson (37).

O triunfo desta segunda-feira também tornou Djokovic o quarto maior vencedor da história de Wimbledon, igualando as 96 vitórias de Chris Evert. Os dois só estão atrás de Serena Williams (98), Roger Federer (105) e Martina Navratilova (120). Na atual edição, Nole pode vencer mais três jogos, o que o faria chegar a 99 e assumir o terceiro lugar na lista.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

No quesito longevidade, o sérvio é o terceiro homem mais velho a fazer quartas no All England Club na Era Aberta, aos 37 anos. Antes dele, Ken Rosewall chegou lá em 1974, com 39 anos de idade, e Federer alcançou em duas oportunidades: 2019, também aos 37, e 2021, aos 39.

Na sequência da competição, Djoko terá pela frente o australiano Alex de Minaur, que mais cedo precisou de quatro sets para derrotar o promissor francês Arthur Fils. O sérvio leva vantagem por 2 a 1 no confronto direto e venceu o único duelo em Slam,  no Aberto da Austrália do ano passado.

Enquanto isso, Rune falha na tentativa de igualar a campanha do ano passado em Londres, tendo sido eliminado por Carlos Alcaraz, que posteriormente viria a ficar com o título. Na atual temporada, o jovem dinamarquês fez oitavas em Roland Garros e parou na segunda rodada no Aberto da Austrália. Seus outros resultados de destaque em Slam foram as duas quartas em Paris, em 2022 e 2023.

Sérvio tem início arrasador e domina o confronto

Se ainda restava qualquer dúvida sobre a capacidade de Novak Djokovic lutar pelo título desta edição em Wimbledon, ela não existe mais. Com um ritmo intenso desde a primeira bola, o sérvio começou o jogo de maneira perfeita e venceu os três primeiros games sem perder um único ponto. Em toda a parcial, ele cedeu apenas três pontos com o saque e terminou com 88% de aproveitamento dos pontos ganhos com o primeiro serviço e 83% com o segundo.

Embora esses números tenham caído consideravelmente na segunda parcial, 65% e 73%, respectivamente, ele continuou ditando o ritmo da partida, quebrou o dinamarquês no sétimo game e só foi ameaçado na hora de fechar o set, salvando um break-point com ótimo saque antes de abrir 2 a 0. No game anterior, o sérvio havia desperdiçado seis set-points no serviço do rival.

Com nova quebra precoce, ainda no game inaugural, Djokovic começou também o terceiro set na frente e rumou para a vitória. Ele ainda salvou break no sexto game e superou o serviço de Rune mais uma vez no sétimo. Na sequência, sacou com maestria para fechar o placar.

Sérvio se irrita com gritos da torcida

Ao longo da partida, Novak Djokovic ficou incomodado com o comportamento exagerado do público nas arquibancadas da Quadra Central, que no começo de confronto gritava ‘RUUUNE’ em apoio ao tenista dinamarquês, o que podia ser facilmente confundido com uma vaia. Ao vencer o segundo set, o sérvio comemorou de maneira provocativa em resposta aos britânicos e mais tarde, após o jogo, mandou um recado direto aos torcedores.

“Para todas as pessoas que optaram por desrespeitar o jogador, neste caso eu, tenham uma boa noite”, disse na entrevista ainda em quadra, ironizando com um ‘GOOOOD night’. “Eu sei que eles estavam torcendo por Rune, mas isso é uma desculpa para vaiar. Eu conheço todos os truques. Já joguei em ambientes muito mais hostis. Vocês não conseguem me pegar”, complementou.

Subscribe
Notificar
guest
88 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Oscar Riote
Oscar Riote
6 dias atrás

Que fiasco. Esse Rune não engrena.
É cada tenista fravo, se não fosse o Alcaraz e o Sinner…

Batinga
Batinga
6 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Muito fiasco.
Acho que só sinner e alcaraz para dar trabalho pro servio. Não estou dizendo que nole não ganha deles. Mas, tem de trabalhar muito. Kkkk

James Garcia
James Garcia
6 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Fiasco são esses tenistas frangos do Brasil que essa caixa de comentários gosta de ficar bajulando, Rune já venceu o Djokovic em uma final de Masters 1000 segura a emoção aí

Paulo Almeida
Paulo Almeida
6 dias atrás
Responder para  James Garcia

E no Masters de Roma, fora que os últimos dois jogos foram duríssimos em Paris e no Finals. O único fácil foi o do USO 2021 porque o Rune sentiu cãibras no terceiro set.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
6 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

E ainda era um bebê.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
6 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Esqueceu que Nole ganhou 3 slam e 1 atp finals em 2023 batendo Alcaraz e Sinner?

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
6 dias atrás

Uma aula. Olho no goat.

Alexandre Monteiro
Alexandre Monteiro
6 dias atrás

Noleeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!

Marcelo Reis
Marcelo Reis
6 dias atrás

Muitos de nós, inclusive eu, esperávamos por um jogo disputado. O que se viu foi um passeio em quadra. Parecia jogo de profissional contra um amador. O Rune já entrou derrotado, a verdade é essa. Tomou logo 12 pontos seguidos, ficou atordoado e daí em diante nada fez. O sérvio, mesmo com limitação de movimentação à direita e claramente encurtando os pontos, fez o feijão com arroz bem feito e atropelou o meninote. O saque do Djokovic, que nunca foi excepcional, melhorou bastante após o Goran, e isso é algo subestimado por muitos. Mas o fato é que vem sendo uma grande arma neste WB. Imagino que, agora, só Sinner ou Alcaraz para barrá-lo, isso se conseguirem. A conferir.

Última edição 6 dias atrás by Marcelo Reis
ISRAEL
ISRAEL
6 dias atrás

Caraca, esse sérvio só entrou para atrapalhar a chave, colocando os dois melhores do mesmo lado da chave. Muito chato isso, porque ele não tem a menor condição de jogar no mesmo nível que os demais.

Paulo Ribeiro
Paulo Ribeiro
6 dias atrás
Responder para  ISRAEL

Espero que esteja sendo irônico.

Marcelo Calmon
Marcelo Calmon
6 dias atrás
Responder para  Paulo Ribeiro

Teve um comentário no blog do Dalcim, antes de começar o torneio, que o Djoko só queria esculhambar a chave, fazendo que o Alcaraz e Sinner se enfrentassem na semi, e forçando um deles ganhar menos pontos pro ranking. Coisas dos anti Djoko.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
6 dias atrás
Responder para  Paulo Ribeiro

É ironia. O Israel é torcedor antigo do GOAT.

Jair Medeiros
Jair Medeiros
6 dias atrás
Responder para  ISRAEL

“Esse sérvio” é o maior tenista de todos os tempos. Aceita que dói menos.

Ari
Ari
6 dias atrás
Responder para  Jair Medeiros

Ele está sendo irônico

Luiz Neto
Luiz Neto
6 dias atrás
Responder para  ISRAEL

Comentário inútil e sem noção.

SANDRO
SANDRO
6 dias atrás
Responder para  ISRAEL

O quê??? Você não viu Djokovic jogando hoje, não é mesmo???

Davi Silva
Davi Silva
6 dias atrás

O maior de tds

Jonas
Jonas
6 dias atrás

GÊNIOVic, o GOAT do tênis, ainda não tá no seu melhor. Hoje jogou bem mas o Rune esteve abaixo. Pra ser campeão, Nole vai precisar jogar ainda melhor e cuidar bem do joelho, que ainda incomoda, infelizmente.

Thiago Pereira
Thiago Pereira
6 dias atrás

Era esse daí que iria dá trabalho pro Djokovic? kkkk. Parecia até um jogo treino pro Nolão. Jogou em alto nível e controlou a partida desde o começo. Tá cada vez mais solto em quadra, e só tem a melhorar cada vez mais. Pra quem dizia que ele só vem bagunçar a chave e não iria jogar,já está nas quartas de final do torneio. Rumo ao 8° Wimbledon!

Alessandro Siqueira
Alessandro Siqueira
6 dias atrás

Nada mal para quem entrou no Slam só para bagunçar o chaveamento.

Vera
Vera
6 dias atrás
Responder para  Alessandro Siqueira

Imagina se entrasse pra jogar …!?

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
6 dias atrás
Responder para  Alessandro Siqueira

“Plausível” sua frase!

Alessandro Siqueira
Alessandro Siqueira
6 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Ter que explicar ironia é de doer… rsrs

Werisleik
Werisleik
6 dias atrás
Responder para  Alessandro Siqueira

Kkk, a galera não consegue mais entender figuras de linguagem, ou são inocentes demais ou não estudaram o que é “Ironia” na escola, parabéns pelo bom humor.

Última edição 6 dias atrás by Werisleik
Marcelo
Marcelo
6 dias atrás

espantou a facilidade da vitoria do Djoko, mesmo não estando 100%

João
João
6 dias atrás

segura o homi. #25 is coming

Paulo Almeida
Paulo Almeida
6 dias atrás

Seguuuuuura o GOATaço de todos os esportes!!!!

Pobres Gilvan, Belarmino/Johnny e outros sofredores eternos que acharam que ele iria cair hoje. Passou foi o trator sem dó!

Bora pra próxima!!!

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
6 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

Quando vejo um jogo desses, de um cara 15 anos mais velho (convalescente de cirurgia) que o outro e me lembro de determinados textos aqui, alguns até brandos, mas outros recheados de ufanismos, dizendo que Djokovic só virou o jogo contra Federer porque é 6 anos mais novo, me vêm algumas verdades à cabeça.
Acho que à sua também, não?

Paulo Almeida
Paulo Almeida
6 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Luiz,

São 16 anos de diferença pro Rune (21×37) e pro Federer eram apenas 5 anos e 9 meses.

Algum nolista dá desculpa de idade por causa da derrota pro Alcaraz em Wimbledon passado? Depois ganhou Cincinnati, USO, Paris e Finals.

Djokovic virou pra cima do suíço porque é um jogador superior, completo e sem buracos.

Abs.

Flávio
Flávio
6 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Como Djokovic joga muito, a sua qualidade técnica é demais o Rune tem boa qualidade técnica o problema que falta condicionamento físico a ele e se ele não encontrar o equilíbrio, infelizmente nunca vai chegar.

André
André
6 dias atrás

Comentar o que , não é ? Só 37 anos !!! Incomentável, rs

Última edição 6 dias atrás by André
Lee
Lee
6 dias atrás

Podem ficar tranquilos que ele não vai passar pelo hurkacz. A vitória de hoje foi mais uma vitória fake de quem entrou só para tumultuar o sorteio.

Renato
Renato
6 dias atrás
Responder para  Lee

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…parece que já li isso em algum lugar. Fake é a palavra da moda.

Jair Medeiros
Jair Medeiros
6 dias atrás
Responder para  Lee

Hurkacz saiu faz tempo. Torce contra que o Djoko goat gosta assim mesmo…

Marcelo Calmon
Marcelo Calmon
6 dias atrás
Responder para  Jair Medeiros

O Lee só está fazendo referência ao comentário que alguém fez logo depois da 1ª vitória do Djoko.

Luiz Neto
Luiz Neto
6 dias atrás
Responder para  Lee

kkkkkk… esse entende (talvez de dominó)… Hurkacz nem está mais na competição, perdeu na segunda rodada… kkkkkkkkk….

Rafael
Rafael
6 dias atrás

O sérvio jogou demais. Ele lê muito bem o jogo e foi perfeito taticamente. Vida longa ao maior da história!

Davi Poiani
Davi Poiani
6 dias atrás

Em especial durante a entrevista, foi muito bom ver Novak colocar em seu devido lugar uma galera mal educada que ficava vaiando e faltando com o devido respeito.

Se há a provocação, por que não responder à altura? Alguns irão dizer “Federer nunca responderia à torcida…” Está tudo certo, pois Roger tem uma personalidade diferente. Djokovic não leva estes desaforos para casa e isto faz parte de seu DNA, de quem passou por uma guerra quando criança, de sua mentalidade de campeão.

Jogou muito tênis e teve uma bela vitória sobre Holger Rune.

Vera
Vera
6 dias atrás
Responder para  Davi Poiani

É genuíno. Não fala o que querem ouvir só para aplausos e ser ” o queridinho” ; fala o que tem que ser dito. Pode até não gastar do atleta, não aplaude , mas , vaiar!?! Atitude de pequenos. Idemo Noooole!

Felipe
Felipe
6 dias atrás
Responder para  Vera

Sim!! E os passadores de pano vêm com discurso q Wimbledon é sagrado, é eterno, é tradicional, bla bla … Se fosse isso mesmo não vaiariam como fizeram.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
6 dias atrás
Responder para  Davi Poiani

O entrevistador ainda tentou um paninho quente – com razão – perguntando se não falavam “ruuunneee”?
Ele disse: não. Não aceito.
Estou aqui há 20 anos e sei bem o que disseram.
Adorei essa entrevista.

Gustavo
Gustavo
6 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Eu tb!!
Djoko diz o q precisa ser dito

Arangomie
Arangomie
6 dias atrás

O Rune ainda teve coragem de falar sobre novo Big 3, ainda que negando, mas falou em “contar os grand slams daqui a 15 anos”.

Ele devia estar desacreditando qualquer comparação com Sinner e Alcaraz, se tivesse um mínimo noção.

Hoje só confirmou isso.

É um bom jogador, mas nada além disso e está longe, mas muito longe do nível dos outros dois.

Passeio tranquilo pro Djokovic, que agora vê um De Minaur embalado que pode dar trabalho.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
6 dias atrás
Responder para  Arangomie

Tente reler a entrevista do Rune.
Foi exatamente o contrário da sua interpretação.
Ele disse que somente daqui 15 anos, a partir das conquistas dele, Sinner e Alcaraz, é que saberão se há ou não um novo Big”

Willian Rodrigues
Willian Rodrigues
6 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Capacidade Interpretativa da galera aqui não é das melhores, amigo…

Wilson
Wilson
6 dias atrás

Ué.
Segundo entendidos ele só se inscreveu no torneio para zoar o sorteio.
To tendendu nadicadenada.
Comentário contém ironia.

Vera
Vera
6 dias atrás

Djokovic muito sólido, implacável! Idemooooo Nole!

Gustavo
Gustavo
6 dias atrás

Djokovic disse que “jogo tênis há 20 anos, conheço todos os seus truques e eles não podem me machucar”.

Eu realmente acho que Djokovic está deixando uma mensagem aqui para o establishment por sempre tentar ferrá-lo e dizer que conhece todos os seus truques.

Jogo limpo!!

Manu
Manu
6 dias atrás
Responder para  Gustavo

Levante a mão se você torce para um atleta que não tem medo de falar o que pensa ‍♀️

Vera
Vera
6 dias atrás

Djokovic a cada dia se superando e testando seus limites! Sólido, implacável. Idemooooo Noooleee!

Elton
Elton
6 dias atrás

Se fosse outros a manchete seria outra…..

Rafael
Rafael
6 dias atrás

Não acho que esse placar seja um atropelo, mas foi o melhor jogo dele no torneio, de longe. Muito seguro, jogou tranquilo sem precisar fazer muita força e ganhou sem correr risco em momento algum. O único momento que o Rune pareceu que ia dar trabalho foi no final do segundo set, quando saiu do 0x40 e ficou a frente (15×30) no saque do Djoko, mas mesmo que conseguisse vencer o game, só devolveria a quebra e teria que passar pelo tie break. E foi só isso, todo o restante foi domínio do Djokovic.

Renato
Renato
6 dias atrás
Responder para  Rafael

Também não vi atropelo e nem curto esse exagero da imprensa. O favoritismo é uma perigosa armadilha. Foi uma vitória segura, com certeza, mas o nível de dificuldade vai subindo e aí veremos como realmente está o Djokovic. Esse jogo foi bom sinal.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
6 dias atrás

Não pude ver o jogo, mas pelo placar e pela qualidade do adversário, podemos dizer que foi uma master class? Ou o Rune jogou mal?

Willian Rodrigues
Willian Rodrigues
6 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Prezado, concordo com a colocação de um outro participante mais acima. Djokovic jogou de forma muito consciente e segura. Considerando-se o fato de Rune ter lhe dado muito trabalho em outras partidas, e até tê-lo derrotado em dois torneios master 1000 (Roma e Paris), era esperada uma partida mais difícil. Porém, eu não faria tanto alarde, ou o colocaria já como favorito diante de Sinner ou Alcaraz. Holger Rune foi parcialmente anulado pela tática e precisão do sérvio, mas jogou um pouco aquém de suas possibilidades…

Batinga
Batinga
6 dias atrás

Esse Dinamarca é fraquinho.
Obviamente que Djokovic merece todo o respeito do mundo, que tivesse um pouco mais de trabalho. Ganha desse fraquinho com uma perna só. Kkkk

Lee
Lee
6 dias atrás

Hoje parecia o pai ensinando ao filho como que se joga na grama.

Refaelov
Refaelov
6 dias atrás

Decepcionante o nível de atuação do Rune.. Djoko q n tem nada com isso passou o carro..

Fora algum problema físico do Sérvio, n vejo o De Minaur conseguindo bate-lo(e na vdd quem parece estar com problemas físicos é o australiano..)

Renato
Renato
6 dias atrás

Tem um pessoal aqui muito confuso. Se o Djokovic perde, a derrota é fake, se ele ganha, a vitória é fake, se faz uma cirurgia, é fake. Acho que esses caras estão com “pobrema”.

João Lima
João Lima
6 dias atrás

Jogo feio, Djoko nem precisou se esforçar, esse Rune não merece estar no top 10, errou demais.

Carlos Alberto Ribeiro da Silv
Carlos Alberto Ribeiro da Silv
6 dias atrás
Responder para  João Lima

Claro que o Rune merece estar no top 10, fez os pontos necessários para isso.

CRAS
CRAS
6 dias atrás

Djoko nao joga nada. Ganhou so 24 GS na sorte. 40 Master 1000 jogando horrivel e 7 ATPs Finals sem querer. Nao joga nada, é horrivel. Bons sao os outros que nao conseguem gsnhar dele…. Força Nole!!!!

Vera
Vera
6 dias atrás
Responder para  CRAS

Fico pensando se ele jogasse ???,

Souza Oliveira
Souza Oliveira
6 dias atrás

Avanteee nooleee…. Nunca será Paz.

Rodrigo
Rodrigo
6 dias atrás
Responder para  Souza Oliveira

Vc é um falastrão, sabe nada

Souza Oliveira
Souza Oliveira
5 dias atrás
Responder para  Rodrigo

Tá bravo kkkkk
Tô falando pro nooleee seguir, o carae fera um ótimo jogador.
Avanteee……. Nunca será e tá tudo certo. Paz

Carlos Alberto Ribeiro da Silv
Carlos Alberto Ribeiro da Silv
6 dias atrás

Em 2023 o Rune ficou na chave do lado do Alcaraz e foi eliminado do torneio pelo espanhol. O Sinner ficou na chave do lado do Djokovic e perdeu pra ele na semifinal. Em 2024 o sorteio inverteu a posição dos adversários. Isso mostra que essa história de favorecimento em sorteio só existe na cabeça das pessoas choronas e apeladoras. Além disso, um sorteio favorável não dá título pra nenhum tenista. É preciso jogar e ganhar os jogos. Novak Djokovic administrando as energias e melhorando a cada rodada. Os favoritos ao título, na minha opinião, ainda são em primeiro lugar Carlos Alcaraz e depois Jannik Sinner, mas o Djokovic, em que pese o primeiro semestre abaixo do seu padrão normal, é o terceiro da fila. Alguém duvida? Idemo Nole!

Willian Rodrigues
Willian Rodrigues
6 dias atrás

Perfeitas colocações, prezado!

Marcelo Calmon
Marcelo Calmon
6 dias atrás

Esperava um jogo mais duro, mas como o próprio Djoko falou na entrevista, o fato do Rune perder os 12 primeiros pontos do jogo, deve ter dado uma grande baixa na confiança dele. Tentou voltar no jogo, mas o sérvio foi bem melhor durante todo jogo.

Eduardo Spacca
Eduardo Spacca
6 dias atrás

Quem sabe esse garoto fique um pouco mais humilde e menos arrogante

Flavio
Flavio
6 dias atrás

Ah esse 3º goat

João Silva
João Silva
6 dias atrás

Tirando toda a brincadeira e o fanatismo, é algo extraordinário alguém recém operado e que já ganhou tudo na vida ter esta motivação e competência em seguir se desafiando. Que sirva de inspiração para buscarmos nossos objetivos, e isso se estende aos outros 2 Bigs. É plausível tudo isso.

Henrique
Henrique
6 dias atrás

Ruuuuuunnnneeeee ruuuuuuimmmmm hahahahahahaha

Jovica
Jovica
6 dias atrás
Responder para  Henrique

Ahahahaha

Rodrigo
Rodrigo
6 dias atrás

Cadê os fedalistas da página que secam o sérvio, oportunistas só aparecem nas derrotas do maior tenista da história, o homem já enfrentou de tudo, Federer, Nadal, torcida contra, imprensa, e continua calando a boca de muito cidadão, precisa mais?

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
6 dias atrás

joga feio demais… aff

Paulo Almeida
Paulo Almeida
6 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Conhece o violino Stradivarius do maestro do tênis Djoko?

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
6 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

É claro que não!

Rodrigo
Rodrigo
6 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Pior que isso, só teus comentários

Rodrigo
Rodrigo
6 dias atrás

Rune = afinão, … frouxo !!!!

Cristiano
Cristiano
6 dias atrás

Eu sugiro apreciar enquanto o sérvio ainda continua desfilando toda a qualidade de seu tênis pelas quadras. Quando Federer aposentou ainda restou Nadal e Djoko. Nadal está praticamente aposentado, resta o Djokovic. Depois haverá uma leva de razoáveis e no máximo bons tenistas, revezando num perde e ganha até surgirem outros fenômenos. Alcaraz é muito bom tenista, mas muito instável. quanto ao tal Sinner, eu não vejo absolutamente nele nenhum fundamento que seja excepcional.

Jovica
Jovica
6 dias atrás
Responder para  Cristiano

Três são fora da série, mas não exagere, Alca e Sinner são excepcionais.

Vera Barcelos
Vera Barcelos
5 dias atrás
Responder para  Cristiano

Se me permite concordo em parte. Sinner além de seu tênis está trabalhando muito o mental e tem dado certo. O garoto promete. Depois que Djoko aposentar, meu voto é pra ele até porque é compatriota de meu marido. Idemo Sinner…

FABIO
FABIO
6 dias atrás

Nuuuuuuuuuuuuuuunca Será….kkkkkkkkk

Carlos Alberto Ribeiro da Silv
Carlos Alberto Ribeiro da Silv
6 dias atrás

O comentarista “Federer Eterno GOAT” por enquanto não quis fazer nenhuma previsão sobre o torneio hoje, né? Acho que ficou com medo de ser enquadrado em alguma lei contra fake news ou até algum artigo do Código de Defesa do Consumidor por alguém que estava acreditando nas previsões que ele fazia.

trackback

[…] (Inglaterra) – Depois de uma grande atuação nesta segunda-feira, para garantir um lugar nas quartas de final de Wimbledon, Novak Djokovic expressou sua […]

Neri Malheiros
Neri Malheiros
6 dias atrás

Uma das coisas mais impressionantes de Djokovic é justamente sua personalidade forte, de quem não se deixa abater diante das adversidades. E não tenho dúvida de que isso tem a ver com as condições precárias enfrentadas pelos povos dos Bálcãs afetados pela guerra que se seguiu ao fim da Iuguslávia.

Mesmo sendo o menos amado do Big3 por ser visto como um intruso após Federer e Nadal terem consolidado a dobradinha preferida dos fãs, segundo palavras do próprio suíço em seu documentário, Nole superou praticamente todos os recordes do tênis numa era excepcional e quase sempre tendo que enfrentar os adversários e a hostilidade dos torcedores.

Inúmeros tenistas, inclusive Alcaraz, já deram depoimentos sobre a importância do apoio da maioria da torcida para que conseguissem reverter situações totalmente desfavoráveis. Fico imaginando como seria se o sérvio além do próprio talento tivesse sido empurrado pela torcida na maior parte dos momentos ruins dentro das quadras…

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE