PLACAR

Djokovic controla espanhol e mantém escrita em NY

Foto: Simon Bruty/USTA

Nova York (EUA) – Assim como fez em suas 16 aparições anteriores no US Open, o sérvio Novak Djokovic garantiu vaga na terceira rodada do torneio. Três vezes campeão em Nova York, o cabeça de chave número 2 não teve dificuldades para superar o espanhol Bernabe Zapata, gastando 1h59 para marcar parciais de 6/4, 6/1 e 6/1.

Djokovic nunca foi eliminado antes da terceira rodada em Flushing Meadows, somando agora 33 vitórias e nenhuma derrota nas duas primeiras fases (venceu o tcheco Jiri Vesey em 2016 por w/o). Suas piores campanhas na competição foram justamente as quedas na terceira rodada em 2005 e 2006, justamente duas duas primeiras aparições no Grand Slam norte-americano.

Seu próximo obstáculo no US Open será o compatriota Laslo Djere, cabeça de chave 32, que passou sem sustos pelo francês Hugo Gaston, triunfando em sets diretos, com o placar final de 6/1, 6/2 e 6/3. Será apenas a segunda vez que os dois sérvios medirão forças no circuito e ‘Nole’ levou a melhor no único encontro até então, ano passado no saibro de Belgrado.

Djokovic ostenta um grande retrospecto contra compatriotas, vencendo 34 dos 39 jogos que teve, mas curiosamente foi derrotado no último deles, surpreendido por Dusan Lajovic nas quartas de final do ATP 250 de Banja Luka deste ano. Ele também perdeu duas vezes para Janko Tipsarevic, uma para Filip Krajinovic e uma para Viktor Troicki.

A vitória desta quarta-feira foi a 83ª do sérvio no US Open, encurtando a distância para o suíço Roger Federer, que é o segundo com mais triunfos no torneio desde a Era Aberta, com 89. Os dois estão atrás apenas do tenista da casa Jimmy Connors, que acumula 98 vitórias em Flushing Meadows.

Bem no começo da partida, Nole levou um susto e precisou salvar dois break-points em seu primeiro game de serviço. Porém, depois disso ele não foi mais ameaçado no decorrer da parcial e conforme foi se encontrando em quadra, tomou as rédeas para si. Uma quebra no quinto game deu a vantagem para o sérvio, que depois disso apenas precisou administrá-la até o final para abrir 1 set a 0.

O segundo set foi o de maior dominância do atual vice-líder da ATP, que voltará à ponta depois do US Open. Zapata confirmou apenas um game de saque na parcial, justamente o primeiro, levando três quebras seguidas desde então para amargar um ‘pneu moral’ e perder os próximos seis games.

Zapata tentou pressionar o sérvio na largada da terceira parcial, teve dois break-points no primeiro game e mais dois no terceiro, todos eles frustrados por Djokovic, sempre muito firme nos pontos importantes. O sérvio então anotou quebra no quarto game e deu um passo importante para fechar o jogo em sets diretos. Com novo break no sexto, ele sacou em seguida para fechar e selou a vitória.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE