PLACAR

Djokovic ameaça nº 1 de Alcaraz em Cincinnati

Miami (EUA) – A queda do espanhol Carlos Alcaraz nas quartas de final do Masters 1000 de Toronto abriu caminho para que Novak Djokovic recupere a liderança do ranking no seu retorno ao Masters de Cincinnati, competição em que é bicampeão mas não disputou nos dois últimos anos devido à falta de vacinação contra covid-19.

No ranking desta segunda-feira, Alcaraz aparecerá exatos 600 pontos à frente do sérvio, ou seja, 9.395 contra 8.795 pontos. Para que o espanhol consiga se manter à frente sem depender da campanha de Djokovic, terá de chegar à final. Isso lhe valeria 600 pontos e, mesmo defendendo 180 do ano passado, ainda ficaria 20 à frente mesmo em caso de título de Nole, que valem 1.000 pontos.

Alcaraz também precisa de grande campanha em Cincinnati para ter chance de se manter à frente ao longo do US Open, torneio em que é o atual campeão e portanto não poderá somar pontos. Justamente o contrário de Djokovic, que acrescentará tudo o que fizer em Flushing Meadows.

Curiosamente, mesmo se Alcaraz for campeão tanto em Cincinnati como no US Open, ou seja somar todos os 3.000 pontos possíveis, ele ainda poderá ser ultrapassado por Djokovic. Nessa hipótese, o espanhol chegará ao total de 10.215 pontos.

Caso o sérvio faça essas duas finais e some 1.800 pontos, ele subirá para 10.595. Na verdade, se atingir semi em Cincinnati e final no US Open, Djokovic garantirá 10.355 pontos e a volta ao número 1.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE