PLACAR

Djoko vai ao Finals mirando recorde e novas marcas

Foto: Andrew Eichenholz/ATP Tour

Turim (Itália) – A busca incansável do sérvio Novak Djokovic por recordes e novas marcas poderá ganhar um novo capítulo a partir do próximo domingo na disputa do ATP Finals, torneio no qual ele já foi campeão seis vezes e tenta agora se isolar como o recordista de títulos, deixando para trás o suíço Roger Federer, que também venceu a competição em seis oportunidades.

Djokovic lidera o Grupo Verde e vai abrir sua campanha contra Holger Rune. Além do dinamarquês, ele também enfrentará o italiano Jannik Sinner, que espera usar o apoio da torcida local, e o grego Stefanos Tsitsipas. O sérvio de 36 anos já treina forte em Turim e segue firme na preparação para a busca de mais um título.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Se for campeão do Finals, além de superar Federer como o maior vencedor da competição, ele vai se aproximar do suíço no número total de títulos. Djokovic tem 97 conquistas no currículo, seis delas na atual temporada, aparecendo em terceiro na lista dos maiores campeões da ATP, atrás apenas de Roger (103) e do norte-americano Jimmy Connors (109).

Tentando se aproximar da marca centenária, para poucos na história da ATP, ‘Nole’ tem boa chance de buscar o recorde absoluto de Connors se mantiver o ritmo de conquistas dos últimos anos. Contudo, precisaria de pelo menos mais duas temporadas no mesmo nível da atual.

Recordista de semanas na liderança do ranking, Djokovic está a uma vitória de não apenas garantir o número 1 no final da temporada, mas também de chegar às 400 semanas na ponta, ampliando ainda mais sua marca. Único além do sérvio a somar mais de 300 semanas, Federer é o mais próximo dele com 310, podendo ficar no futuro mais de 100 semanas atrás.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE