PLACAR

Com jogo seguro, Djokovic estreia bem em Paris

Foto: Nicolas Gouhier/FFT

Paris (França) – A busca de Novak Djokovic pelo quarto título de Roland Garros e o 25º título de Grand Slam começou com uma partida bastante segura nesta terça-feira. Mesmo sem abrir grandes vantagens nos três sets da partida, o número 1 do mundo não correu riscos contra o francês Pierre-Hugues Herbert, 142º do ranking, com parciais de 6/4, 7/6 (7-3) e 6/4 em 2h31 de partida.

Djokovic tem 15 vitórias e seis derrotas na temporada e ainda não conquistou títulos em 2024. Em busca de ritmo de jogo, o sérvio disputou o ATP 250 de Genebra na semana passada e foi semifinalista, superado pelo tcheco Tomas Machac, 44º do ranking, em três sets. A temporada de saibro começou com uma boa campanha até a semi do Masters 1000 de Monte Carlo, mas depois ele não jogou em Madri e caiu ainda na terceira rodada em Roma.

Atual campeão de Roland Garros, Djokovic tenta defender a liderança do ranking, que é ameaçada pelo italiano Jannik Sinner. O sérvio precisa pelo menos chegar à final para não ser ultrapassado. Se Djokovic conquistar o tetra, Sinner não pode ser o vice. Já se o tricampeão perder a final, o italiano não pode chegar à semi. Além disso, Sinner pode chegar ao número 1 se for finalista em Paris, independentemente dos resultados de Djokovic na competição.

O adversário de Djokovic na segunda rodada de Roland Garros será o espanhol Roberto Carballes Baena, 63º do ranking, que venceu o francês Constant Lestienne, 91º colocado, por 6/3, 7/5, 4/6 e 6/2. O sérvio venceu os dois duelos anteriores contra o espanhol, no US Open de 2019 e no Australian Open deste ano.

Sérvio não enfrentou break-points no primeiro e no terceiro sets

O primeiro set da partida foi muito tranquilo para Djokovic, que não enfrentou break-points e cedeu apenas três pontos em seus games de serviço. Ele não demorou para marcar sua única quebra na parcial, abriu 3/1 e não teve a liderança ameaçada em nenhum momento. A tarefa do sérvio ficava mais fácil diante de um rival que insistia no jogo de saque e primeira bola, mesmo sem muito sucesso durante o set inicial.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Duas quebras abriram o segundo set da partida, e depois Herbert ainda teve que salvar um break-point. Depois disso, o francês passou a confirmar seus games de serviço de forma mais tranquila, enquanto o sérvio retomava a segurança no saque da primeira parcial, esperando pelas oportunidades. Mesmo sem conseguir uma nova quebra, o número 1 do mundo foi dominante no tiebreak, vencendo três pontos nas devoluções.

O bom desempenho de Djokovic no saque continuava no terceiro set, em que ele novamente não enfrentou break-points e cedeu só três pontos em seus games de serviço. Faltava ainda ao sérvio um pouco de agressividade em pontos importantes, o que ajudou Herbert a se livrar de duas chances de quebra no começo do set. Mas quando o sérvio liderava por 5/4, ele se aproveitou da falta de primeiros serviços em quadra do rival e ainda conseguiu uma passada espetacular, que levantou a torcida, para chegar ao match-point. E uma dupla falta do francês definiu a partida logo na sequência.

34 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando Venezian
Fernando Venezian
15 dias atrás

Nessa fase estranha do Djoko, esse jogo era bem enjoado! Enfrentar um anfitrião que saca muito e voleia ainda melhor, não era o melhor cenário! Nole fez uma boa estréia

Gilvan
Gilvan
15 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Saque e voleio no saibro? Nem o Sampras conseguia, não vai ser o Pierre a dificultar um jogo desses.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
15 dias atrás
Responder para  Gilvan

Gilvan, se não sabe interpretar textos, fica na sua

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
15 dias atrás
Responder para  Gilvan

Sampras foi o maior pangaré do saibro da história, guardadas as proporções de seu histórico.

Gilvan
Gilvan
14 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Exatamente, o que só deixa claro a carne assada que é jogar contra um voleador no saibro.
Mas lógico, a igrejinha tem que sobrevalorizar até uma vitória em 1a rodada contra um duplista fora do top-100. O tal do Fernando levou até pro pessoal, ficou ofendido.
Ô dó!

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
14 dias atrás
Responder para  Gilvan

Uma primeira rodada normal, 3×0.
Jogou um break point apenas.
Herbet não é nenhum zé ninguém não.

Paulo Mala
Paulo Mala
15 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Saque e vôleio no saibro foi um ótimo cenário. Jogo mais tranquilo que isso no saibro, eu desconheço

Paulo Almeida
Paulo Almeida
15 dias atrás

O GOAT de todos os esportes não tem um dia de moleza. Até o Herbert querendo tirando uma casquinha, tá louco!

Vamos para a segunda rodada contra o espanhol chatinho.

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
15 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

Tá faltando devolução e o backhand está devendo. No ponto que deu o set point lembrei do Djoko prime com aquele open stance maravilhoso.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
15 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Sim, ele mandou umas esquerdas na rede e sofreu com o segundo saque kick do francês, mas no geral jogou razoavelmente. Herbert salvou alguns break points com méritos também, com ace e tudo.

Fernando Romero
Fernando Romero
14 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

Pela amostra, não passa da terceira rodada.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
14 dias atrás
Responder para  Fernando Romero

Ele venceu o Musetti em Monte Carlo em sets diretos e Monfils é seu maior freguês, mas pode secar.

Lee
Lee
15 dias atrás

Bom jogo contra um tenista da casa e que estava sacando muito bem e toda a torcida ao seu lado mas nos momentos decisivo do jogo Djokovic conseguiu com sua experiência se sair melhor.

jose carlos
jose carlos
15 dias atrás

Jogo muito fraco tecnicamente, ainda não há elementos para concluir se o iugoslavo tem alguma possibilidade de avançar na chave e talvez chegar a segunda semana do torneio.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
15 dias atrás
Responder para  jose carlos

Xenofobia?

J.O. Ferreira
J.O. Ferreira
15 dias atrás
Responder para  jose carlos

Qual a dificuldade ou o por quê de se referir ao SERVIO Djokovic pelo nome?

Samuel
Samuel
15 dias atrás

Djoko parecia cansado e exausto no terceiro set, ou é só impressão minha pessoal

Paulo Almeida
Paulo Almeida
15 dias atrás
Responder para  Samuel

Não, ele terminou inteiro.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
15 dias atrás
Responder para  Samuel

Samuel, acho que é só impressão sua

Joselito
Joselito
15 dias atrás
Responder para  Samuel

Além desse fator de cansaço, suas bolas estão sem profundidade e sem potência.
Ano passado ele estava com um forehand dos mais velozes do circuito. Pode estar se fazendo de bobo ou realmente estar combalido. Só saberemos quando pegar alguém top, pois se não precisar, ele joga com menor esforço possível.

Jansen
Jansen
15 dias atrás
Responder para  Samuel

Ele tá morto com 36 kkkkk, Federer com 39 jogava muito mais, Djoko só físico zero genialidade kkkkkkkk

Paulo Almeida
Paulo Almeida
15 dias atrás
Responder para  Jansen

Djoko tem 37 e está bem vivo. Federer com 39 foi saco de pancadas de todo mundo e encerrou a carreira com pneu do Hurkacz.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
15 dias atrás
Responder para  Jansen

Explica aí Dr. Jansen, como zero de genialidade bate de pau em 100 de genialidade?
Talvez cirurgia de catarata ajude.

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
15 dias atrás

que dificuldade pra bater o #142 do mundo, que tem zero experiência em saibro e há muito tempo só se dedica a duplas…

Eduardo Spacca
Eduardo Spacca
15 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Comentário perfeito. Ter que jogar um tiebreak contra um duplista e 142º do mundo não diria que foi uma estreia segura

Alexandre Monteiro
Alexandre Monteiro
15 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Oras, piro o fedex que perdeu pra pablo andujar nas oitavas de Genebra, deixando o público com vergonha alheia em pleno território kkk

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
15 dias atrás
Responder para  Alexandre Monteiro

Andujar também é sacador-voleador com nenhuma experiência em saibro, né? rsrs… ô cabecinha essa sua… Jêniu

Paulo Mala
Paulo Mala
15 dias atrás
Responder para  Alexandre Monteiro

Vcs não esquecem o Federer né? Kkk. Nada a ver pensar no cara nessa notícia.
Nao tem nada de anormal perder para um bom saibrista no saibro. Mais anormal é sofrer com jogador duplista de piso rápido no saibro. Isso sim é preocupante.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
15 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Federer eterno GOAT. Três palavras e duas mentiras. Roger Federer, tenista genial, fantástico, maravilhoso e carismático. Porém, as suas conquistas não são suficientes para colocá-lo na posição de GOAT porque tem um outro tenista que tem os resultados mais importantes melhores do que os dele. Eterno, um termo cujos significados são “tem um começo e não tem um fim” ou “não tem nem começo e nem fim”. Portanto, é um termo que não pode ser usado para se referir a um ser humano. Aquele que utiliza o termo “eterno” pra se referir a algum ser humano provavelmente não vai viver o suficiente pra saber se a sua afirmação é verdadeira ou não.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
15 dias atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Concordo.
Deveria e podia ter sido um triciclo.

Vera
Vera
15 dias atrás

Boa estreia com um francês empolgado com a torcida e fez bonito, nem esperava tanto. Djoko se saiu bem e adorei dois lobs praticamente seguidos. E vai pegando ritmo. Idemo Noooleee!

Alexandre Monteiro
Alexandre Monteiro
15 dias atrás

Noleeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!

Joathan Júnior
Joathan Júnior
15 dias atrás
Responder para  Alexandre Monteiro

Grande Alexandre… tava sumidão do site… rsrs

Ideon Carvalho
Ideon Carvalho
15 dias atrás

Bela vitória do goat. Jogou bem e manteve o jogo sob controle.
Parabéns Djokão, rumo a mais um título de GS(25°) da carreira. Esse ano não está fácil, mas não é impossível. Avante Noleeee goat.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE