PLACAR

Collins mantém boa fase e reencontra Sabalenka na semi

Foto: Giampiero Sposito

Roma (Itália) – Em ótima fase no circuito, Danielle Collins garantiu um lugar na semifinal do WTA 1000 de Roma. A experiente norte-americana de 30 anos e número 15 do mundo superou nesta quarta-feira a bielorrussa Victoria Azarenka, ex-número 1 e atual 24ª do ranking, com parciais de 6/4 e 6/3 em 1h44 de partida.

Collins venceu 19 dos últimos 20 jogos que disputou, com direito a 15 vitórias seguidas e títulos no WTA 1000 de Miami e no 500 de Charleston. A única derrota nos últimos quatro torneios foi para Aryna Sabalenka nas oitavas de final. E a semifinal desta quinta-feira, às 15h30 (de Brasília) será justamente contra a número 2 do mundo.

Em sua última temporada na carreira, Collins já tem o melhor resultado em Roma. Ela nunca havia passado das oitavas. Além disso, a ex-número 7 do mundo pode voltar ao top 10 se for finalista do torneio. Em sua carreira profissional, acumula quatro títulos e um vice, no Australian Open de 2022. Na corrida para o Finals, ela é a quarta melhor do ano.

“Quero me despedir em alta, jogando meu melhor tênis. Sei que, infelizmente, às vezes isso não acontece. Mas é importante sentir que dei tudo o que pude de mim mesma como atleta”, disse Collins após a partida desta quarta-feira. “Nós duas somos muito agressivas, então foi uma partida ‘bang-bang’! Vika é uma lutadora, ela nunca desiste e fica no jogo até a última bola. E contra a Sabalenka será um jogo muito interessante, fizemos grandes partidas no passado, muito disputadas. Ela está jogando muito bem, vou tentar me preparar da melhor maneira possível e vamos ver no que dá”.

Já Azarenka voltou às quartas de final em Roma após quatro temporadas e tem como melhores resultados o vice-campeonato em 2013 e a semifinal de 2019. A bielorrussa de 34 anos já venceu três top 10 este ano, uma delas a número 8 do ranking Maria Sakkari na última segunda-feira. Ela também está na disputa por vaga no Finals, ocupando hoje a 14ª posição na corrida.

Em jogo de games longos, estilo agressivo de Collins foi decisivo

Em um primeiro set de games longos e oportunidades para os dois lados, Collins teve bom aproveitamento quando enfrentou break-points, salvando cinco dos sete que foram disputados em seu saque. Ainda que Azarenka tenha começado vencendo por 2/0, a norte-americana conseguiu duas quebras para virar o placar para 5/2. Ela permaneceu à frente até o fim do set, apesar de ter trocado quebras com a bielorrussa nos dois últimos games.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

As oportunidades perdidas deixavam Azarenka cada vez mais frustrada em quadra. Collins começou o segundo set saindo de um 15-40 e depois quebrou para abrir 4/1 no placa. A ex-número 1 do mundo salvou dois break-points e logo depois devolveu a quebra, diminuindo a vantagem para 4/3. Mas Collins seguiu jogando de forma agressiva e sendo eficiente nas devoluções para conseguir uma nova quebra. Sacando para o jogo, a norte-americana definiu a disputa em sets diretos. Ela fez 27 a 10 nos winners e cometeu 24 erros contra 20.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Marcelo Reis
Marcelo Reis
14 dias atrás

A Collins tá que tá!!! 19 de 20! :O

95% de aproveitamento!

Ricardo
Ricardo
14 dias atrás
Responder para  Marcelo Reis

Marcelo eu não vi o jogo, por isso não tem como opinar sobre, mas a Collins esta colhendo bons resultados e sabe jogar que é uma pena que esta se aposentando precocemente, agora a Bia esta na frente da Collins, Azarenka, Alexadrova e Svitolina que são tenistas muito melhores do que ela, embora tem muita gente que a detona acho que a Bia esta em uma boa colocação.

Marlon
Marlon
14 dias atrás
Responder para  Ricardo

Após em RG, provavelmente e infelizmente a Bia sairá do Top 20. Duvido repetir as semis, cairá a realidade do ranking dela de 2024.

João Sawao ando
João Sawao ando
14 dias atrás
Responder para  Marlon

Sim .deve ficar entre as top 25/30

João Sawao ando
João Sawao ando
14 dias atrás

Danielle ganha da Aryna

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE