PLACAR

Cilic: “O tênis foi injusto com Del Potro”

Foto: Oscar Roberto Castro/Argentina Open

Buenos Aires (Argentina) – Eliminado ainda na primeira rodada do ATP 250 de Buenos Aires na última segunda-feira, caindo de virada e com direito a ‘pneu’ no terceiro set para o sérvio Laslo Djere, o croata Marin Cilic concedeu entrevista ao diário argentino Olé e falou sobre um dos grandes nomes recentes do tênis local, o campeão do US Open em 2009, Juan Martín Del Potro, que se aposentou em 2022.

Cilic relembrou algumas passagens com o ex-colega e afirma que as diversas lesões de Delpo foram um duro golpe em sua carreira. Segundo ele, o argentino foi um verdadeiro herói para o seu povo e merecia ter tido outro desfecho no circuito.

“Acho que o tênis foi injusto com Del Potro, principalmente por tudo o que representou. Ele foi um jogador incrível. Lembro-me de tê-lo visto quando regressou ao seu país após o título do US Open e mais de 150 mil pessoas o acolheram. Foi um ícone para os jovens, um ídolo para muitos pela forma como se comportou no jogo. Crescemos juntos e ao longo da carreira pude ver de perto tudo o que ele era capaz de fazer”, recorda o croata que assim como o argentino também triunfou em Nova York e chegou à posição de número 3 do mundo.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Além de rasgar elogios a Delpo, o tenista nascido na cidade de Medjugorje, na antiga Iugoslávia e hoje pertencente à Bósnia e Herzegovina, fez questão de declarar sua admiração pelos argentinos. “Sempre admirei os atletas argentinos, pois sei o quão difícil é o momento que este país vive atualmente em termos econômicos, apesar de ter uma grande história por trás disso.”

“Muitos vêm de cidades pequenas ou de áreas humildes, mas ainda assim mostram ao mundo todo o seu caráter. É maravilhoso ver como eles demonstram esse coração ao competir, a vontade que existe em todo o país. É assim que eles demonstram a força que têm, é um diferencial além do talento”, complementa.

Mais do que as coincidências entre suas carreiras, Marin Cilic também esteve envolvido diretamente em um dos momentos mais gloriosos da vida de Del Potro. Em 2016, o argentino bateu o croata de virada no quarto jogo da decisão da Copa Davis, levando a definição para a última partida. Na sequência, Federico Delbonis bateu Ivo Karlovic por 3 sets a 0 sacramentou o título inédito da Argentina na competição, diante da torcida adversária.

“Muitas pessoas vêm até mim e me dizem que aquele deve ser o pior momento da minha carreira. Obviamente foi uma grande desilusão, porque jogávamos em casa e estávamos muito perto de vencer, mas no dia seguinte me senti bem. Dei o meu melhor em quadra, mas o vencedor acabou sendo o Juan Martín, que também fez um jogo incrível. Claro que eu poderia ter vencido, mas fico com o grande momento que foi o tênis. Foi uma batalha fantástica em melhor de cinco sets, mas o destino quis que o título fosse para a Argentina”, diz Cilic com sinceridade.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
eduardo spacca
eduardo spacca
2 meses atrás

Concordo com o Cilic. O Del Potro foi mesmo um ícone para quem gosta de tênis. Faz muita falta

Gisele Matias
Gisele Matias
2 meses atrás

Grande Del Potro

Davi Poiani
Davi Poiani
2 meses atrás

Del Potro tinha um carisma à altura do Big 3 e era um dos poucos que fazia frente aos 3 gênios. Muitos queriam vê-lo jogar e havia muita audiência quando ele estava em quadra. Uma lenda do tênis! Sofreu muito com o físico, o que o impediu de alçar voos ainda maiores no esporte. Merecidamente tem o seu nome cravado no panteão dos campeões de Grand Slam, com a conquista do US Open 2009.

Antonio Marcilio
Antonio Marcilio
2 meses atrás
Responder para  Davi Poiani

O melhor forhand de todos os tempos

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE