PLACAR

Bia oscila e perde para Pavlyuchenkova em três sets

Foto: Prudential Hong Kong Tennis Open

Hong Kong (China) – Cabeça de chave número 2 no WTA 250 de Hong Kong, a paulista Beatriz Haddad Maia não conseguiu ir muito longe na competição e acabou eliminada ainda na segunda rodada. Sua algoz foi a experiente russa Anastasia Pavlyuchenkova, que nesta quinta-feira levou a melhor em um jogo de altos e baixo das duas tenistas, triunfando com parciais de 7/5, 1/6 e 6/1, após 2h35 de embate.

O primeiro set foi o mais equilibrado dos três, mas já mostrou a oscilação dos dois lados da quadra. Depois de perder duas chances de quebra no sexto game, Bia conseguiu bater o saque da rival no oitavo e sacou em 5/3 para fechar. A brasileira chegou a receber atendimento no meio do oitavo game para refazer um curativo na mão esquerda. Foi então que Pavlyuchenkova reagiu, venceu os quatro games seguintes, com direito a duas quebras, fez 7/5 e fechou a parcial, apesar de uma melhora de Bia no último game do set.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

A brasileira respondeu na mesma altura e começou com tudo no segundo set, vencendo os cinco primeiros games, com duas quebras consecutivas para cima da russa. Pavlyuchenkova evitou o ‘pneu’ ao confirmar o saque no sexto game, mas não conseguiu fazer mais do que isso e viu Bia empatar o jogo. Durante a parcial, ela não enfrentou break-points e cedeu apenas sete pontos em seus games de serviço.

Porém, após grande atuação na segunda parcial, a canhota paulista não manteve o nível e perdeu rendimento no terceiro, amargou dois breaks seguidos, um no segundo e outro no quarto, não aproveitou o break-point que teve a seu favor no terceiro game e viu desta vez Pavlyuchenkova abrir 5/0. A russa era a jogadora mais agressiva em quadra, com maior iniciativa para dominar os pontos. Bia voltou a fazer um game de serviço no sexto, mas parou por aí e se despediu do torneio. Pavlyuchenkova fez 43 a 26 nos winners e cometeu 31 erros não-forçados contra 14 de Bia.

Classificada para as quartas de final em Hong Kong, a russa de 32 anos terá pela frente a tcheca Katerina Siniakova. Atual 61 do mundo, Pavlyuchenkova ja foi número 11 e detém retrospecto positivo contra a próxima rival, tendo vencido três dos quatro embates anteriores entre elas. Contudo, ela perdeu para Siniakova no duelo mais recente, em 2020 no saibro de Roland Garros.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE