PLACAR

Barty: “A maternidade é desafiadora, mas incrível”

Ashleigh Barty e o filho Hayden (campanha publicitária da Bonds)

Queensland (Austrália) – Ashleigh Barty, tricampeã de Grand Slam, falou ao 7 News sobre a alegria de ser mãe de Hayden, de 6 meses. A ex-número 1 do mundo não se arrepende de ter tomado a decisão de se aposentar, pouco depois de conquistar o Aberto da Austrália em 2022, seu terceiro título de Grand Slam, depois de Roland Garros e Wimbledon. “Vencer Wimbledon é legal, é incrível, era meu sonho, mas isso é muito melhor”, disse.

“É legal vê-lo crescer, desenvolver e aprender novas habilidades”, afirmou a ex-tenista de 27 anos. “Você tenta obter o máximo que pode em fotos ou filmagens, mas eu prefiro estar no presente com ele, observá-lo, aproveitar.”

Barty disse que Hayden fica mais consciente do que está ao seu redor à medida que cresce.

“Quando ele acorda de um sono ou de uma soneca, o sorriso assim que acorda – e começar a agarrar e querer ser abraçado, isso é incrível, é a melhor coisa de todas”, disse. “Adoro quando ele dorme porque às vezes consigo fazer algumas coisas. Mas quando ele acorda, aquele sorriso é mágico.”

Isso pode ser constatado no vídeo que Barty postou no Story do Instagram em que se vê Hayden sorridente e saltitando no brinquedo.

Sobre os desafios da maternidade, Barty disse: “A maternidade é desafiadora, muito desafiadora, mas é incrível. É tudo o que sempre quis fazer. Acho que os desafios que você enfrenta a cada dia são diferentes, mas as recompensas e a diversão superam isso. É muito melhor do que qualquer outra coisa que já fiz.”

A ex-número 1 do mundo e Hayden, que completou 6 meses no dia 4 deste mês, estão na campanha publicitária de um concurso de bebês promovido por uma confecção de roupas masculina, feminina e infantil.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Hares
Hares
13 dias atrás

Ainda bem qhe ela esta feliz pela decisao de se afastar do Tênis. Mas considero um grande desperdício de talento. Poderia facilmente realizar o sonho da maternidade aos 30 anos de idade, sem problemas. Perdeu muito em competitividade o circuito feminino, com sua precoce despedida.

Adail Nicolau Linhares
Adail Nicolau Linhares
13 dias atrás

Aposentadoria precoce. Poderia ter jogado pelo menos até os 30 anos, e adiar o sonho de ser mãe. Desperdício de talento, infelizmente. Parece que ela não jogava por amor ao tenis, e sim por obrigacao. Diferente de outras lendas do Tenis, como Nadal, Djoko, Murray e No feminino Serens, Venus, Azarenka e outras, qhe voltaram a jogar apos serem mães.

joao
joao
11 dias atrás
Responder para  Adail Nicolau Linhares

Quem é você pra determinar se ela deveria adiar ou não a gravidez? Ela ganhou três Grand slam com 25 anos apenas, foi numero 1 do mundo, já fez muito. Se ela achou que deveria se aposentar, então isso é um problema dela com ela mesmo, e se ela resolver voltar futuramente, idem.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE