PLACAR

Alcaraz sai do buraco contra Tiafoe e vence mais uma em 5 sets

Foto: Joel Marklund/AELTC

Londres (Inglaterra) – Atual campeão de Wimbledon, o espanhol Carlos Alcaraz levou um grande susto do norte-americano Frances Tiafoe nesta sexta-feira, chegou a estar perdendo por 2 sets a 1, mas conseguiu se recuperar e terminou com a vitória. O cabeça de chave número 3 precisou de 3h49 para anotar o placar final de 5/7, 6/2, 4/6, 7/6 (7-2) e 6/2, que o garantiu nas oitavas de final.

Esta foi a 20ª vitória do espanhol sobre a grama e a 55ª da carreira em Grand Slam. Ele poderá ampliar seus números na próxima rodada contra o vencedor da partida entre o norte-americano Brandon Nakashima e o francês Ugo Humbert, cabeça de chave 16.

Classificado para as oitavas no All England Club pela terceira vez, Alcaraz é agora o sétimo espanhol na Era Aberta a ir pelo menos até a quarta rodada no torneio tantas vezes, ficando atrás de Rafael Nadal (10), Feliciano Lopez (6), David Ferrer, Fernando Verdasco (ambos com 5), Juan Carlos Ferrero e Roberto Bautista (ambos com  4).

Alcaraz acumula agora 10 oitavas de final em Grand Slam, número que apenas outros 10 compatriotas conseguiram desde a Era Aberta. Tentando defender o título, ele pode se tornar apenas o nono a conseguir este feito em Wimbledon, igualando Rod Laver, John Newcombe, Borg, John McEnroe, Becker, Pete Sampras, Roger Federer e Novak Djokovic.

Vantagem para Tiafoe na largada

Alcaraz teve um começo de partida um tanto irregular e cometeu mais erros do que o normal no primeiro set. Ainda assim, ele largou na frente com uma quebra para abrir 4/2, logo após salvar um break-point no quinto game. Só que depois disso, Tiafoe conseguiu ser mais constante, aproveitando o desempenho ruim do espanhol com o saque, com chances de quebra em todos os games seguintes.

Terminando com apenas 57% de aproveitamento no serviço, Alcatraz venceu apenas um game dos últimos seis disputados. Foi quebrado no sétimo e no 11º e salvou três break-points no nono. Do outro lado, Tiafoe venceu 76% dos pontos com o saque e largou na frente.

Alcaraz oscila e Tiafoe abre 2 a 1

No segundo set, o atual campeão foi muito mais firme, diminuiu os erros não forçados de 13 para apenas 4 na parcial, mantendo os winners em 11. O saque também melhorou, saindo de 57% de aproveitamento para 74%. Sem enfrentar break-points, Alcaraz anotou duas quebras seguidas na reta final para vencer os quatro últimos games e empatar o jogo.

Só que a reação do espanhol não se manteve na terceira parcial, em que os erros voltaram a subir (11) e o aproveitamento de saque voltou a cair, ficando em apenas 56%. Tiafoe pressionou, perdeu dois break-points no primeiro game, mais um no terceiro e no sétimo enfim conseguiu a quebra que voltou a colocá-lo na frente no placar.

Virada espanhola e vaga nas oitavas

A quarta parcial foi a mais parelha e disputada de todas, com os sacadores prevalecendo do começo ao final. Sem chances de quebra para qualquer um dos lados, a definição foi para o tiebreak e no momento de aperto Alcaraz foi muito bem. Ele abriu 5-0 logo de cara e ficou com o desempate na mão, apenas administrando a confortável vantagem para empatar mais uma vez a partida e forçar o quinto set.

Praticamente imbatível quando chega ao quinto set, Alcaraz ampliou a estatística favorável e chegou à 12ª vitória em 13 partidas definidas na quinta parcial. Ele conseguiu uma quebra no terceiro game e depois repetiu o feito no quinto, dando um enorme passo para a virada. Depois, só manteve a dianteira até o final para derrotar Tiafoe pela segunda vez em três encontros.

28 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Jajá
Jajá
7 dias atrás

Monstro!

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
7 dias atrás
Responder para  Jajá

Mas somente jogou perto do que sabe no Quinto Set . Está vacilante no início das partidas, e precisa mudar isso rápido caso queira o BI … Abs!

Julio Marinho
Julio Marinho
7 dias atrás
Responder para  Jajá

Demais. Se ele vencer (ainda há um enorme se é um longo caminho) será um garoto de 21 anos com 4 Slams o que já demonstra o absurdo que nem o big3 conseguiu. 12 em 13 de jogos no 5° set e parece cada vez mais no mental do big3. Tenta na técnica, se não na tática, se não no mental, se não no físico. Atitude sempre muito encorajadora, de quem em nenhum segundo duvida que possa vencer, mesmo em um dia ruim. Tecnicamente falando, é não é em a primeira nem a segunda vez, é como ele termina os últimos sets sacando bem. Contra Djok ano passado, Sinner e Zevrev em RG e hoje foram jogos em que o saque não esteve lá o tempo todo, mas no último set saca com um percentual muito alto de primeiro saque e muito bem colocados.

Ricardo
Ricardo
7 dias atrás
Responder para  Julio Marinho

Só não esquece de mencionar que o Alcaraz joga numa época em que só o Djokovic tá em atividade e longe do auge.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
7 dias atrás
Responder para  Ricardo

Errado. Ele não sai do Top 3 desde 2022 . E bateu Djokovic em WIMBLEDON 2023 , ano que o ” goat” venceu três SLAM , caríssimo Ricardo rs. Abs!

Julio Marinho
Julio Marinho
7 dias atrás
Responder para  Ricardo

Nenhum deles jogou contra o Rod Laver, Borg, McEnroe ou o Sampras em plena forma em Wimbledon. Cada geração é diferente e um jogador não escolhe os desafios que vai enfrentar. Será que era mais difícil enfrentar Tiafoe hoje em um nível elevado ou quando Nadal foi a levado a cinco sets contra o Isner. Difícil relativizar tudo. Superou um enorme desafio, mostra a cada dia que tem uma mentalidade de multicampeão. Isso basta.

Luis Vanderley Santana
Luis Vanderley Santana
7 dias atrás

Bom de mas torcer por alcaraz

Luis Vanderley Santana
Luis Vanderley Santana
7 dias atrás

Quarto set 4×4 e 0,30 alcaraz sacando no sufoco,mas mostra q é muito forte mentalmente

Elmar
Elmar
7 dias atrás
Responder para  Luis Vanderley Santana

Ganhou o jogo nessa hora

Luis Vanderley Santana
Luis Vanderley Santana
7 dias atrás
Responder para  Elmar

Sim,se é quebrado naquele momento seria muito difícil quebrar de volta,até porque não estava bem na partida

Joselito
Joselito
7 dias atrás

Toda vez que Tiafoe cansou e deixou a bolinha fácil para o Alcaraz, ele não perdoou.
Como disse o Medvedev, tem que ir para cima, senão ele atropela.

Oscar Riote
Oscar Riote
7 dias atrás

Boa Alcaraz. Não pode perder para esses clowns.

Kaio
Kaio
7 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

racista !

Willian Rodrigues
Willian Rodrigues
7 dias atrás
Responder para  Kaio

Prezado, quem usou o termo “clowns” para se referir aos adversários, e de forma um tanto pejorativa, foi o próprio Tiafoe… O colega Oscar Riote está apenas fazendo uma referência à essa fala do americano. Desculpe, mas não vi racismo nenhum na postagem.

Rogério Frederico
Rogério Frederico
7 dias atrás
Responder para  Willian Rodrigues

duvido que ele usaria esse termo de baixo calão pra se referir a um tenista branco…

Oscar Riote
Oscar Riote
7 dias atrás
Responder para  Kaio

Ué, foi o próprio Tiafoe que usou essa expressão.

Alcaraz maior da história
Alcaraz maior da história
7 dias atrás

O maior da história continua encantando , nossa geração Nutela aposentou a geração santa faz tempo ,sinner e alcaraz são completos,agora alcaraz vai passar o número de slam só rei da entressafra Djokovic,lembrando q Djokovic ganhou 10 grand slam ou mais com Federer dos 35 anos pra frente e com Nadal que só ganha na terra

Lee
Lee
7 dias atrás

Geração santa de onde que tirou essa. Competição nem terminou ainda e já está afirmando que o Alcaraz já ganhou. Nem precisa mais ter jogos pode terminar hoje a competição ele já ganhou.

Carlos Alberto Ribeiro da Silv
Carlos Alberto Ribeiro da Silv
7 dias atrás

Explica o porquê o Alcaraz é o maior da história.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
7 dias atrás

Maior não sei em quê. Já viu os números do Djokovic, o rei da era forte? Djoko ganhou 12 Slams quando Federer tinha de 26 a 34 anos. Nadal tem 8 Slams fora do saibro, mesmo número do Agassi no total.

Alcaraz tem que correr muito atrás ainda do GOAT dos esportes, que nesse ano está machucado e com 37 anos. Quem está pegando entressafra mesmo?

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
7 dias atrás

Se não aguenta brincar, não desce ao play!
Se Federer tinha 35 anos ou mais e resolveu entrar nas chaves, só tinha duas opções para ele: ganhar ou tomar pau. Parece que aceitou a segunda.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
7 dias atrás
Responder para  Luiz Fabriciano

Errado como sempre. Ganhou e ainda foi N 1 aos 36 anos e dez meses. Parece que teu problema agora é de memória fraca… rsrs. Abs!

Carlos Alberto Ribeiro da Silv
Carlos Alberto Ribeiro da Silv
7 dias atrás

O Djokovic ganhou 11 torneios de grand slam entre 2011 e 2016, ano em que o Federer completou 35 anos. Aí, em 2022 foi o Djokovic quem fez 35 anos e ganhou naquele ano o torneio de Wimbledom. Em 2023 ganhou três grand slams, ou seja, quatro grand slams após os 35 anos competindo contra jogadores entre 9 e 16 anos mais novos do que ele. Isso mostra a evolução de um jogador, que sempre se preocupou em se tornar uma versão melhor de si mesmo a cada torneio. Por isso ele superou os seus dois grandes rivais e assumiu o posto de melhor tenista da história. Quem o coloca como GOAT são as suas conquistas e não o seu nome, sua nacionalidade ou qualquer outro fator subjetivo.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
7 dias atrás

Perfeito e sem dados falsos.

Caio quintas
Caio quintas
7 dias atrás

Saiu do buraco com ajuda do juiz ,essas marcações sei não hein

CARLOS LIMA
CARLOS LIMA
7 dias atrás

O Alcaraz sabe que é só dar um gaz a mais que o Tiafoe peida. Tava na cara que ele iroa virar o jogo.

Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
7 dias atrás

tá jogando demais… imparável… é MUITO favorito…

Vanderlei Stefani
Vanderlei Stefani
7 dias atrás

Com a tabela que o Alcaraz pegou, não chegar às semifinais seria um fiasco.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE