PLACAR

Natália Mayara e Vergeer premiadas por excelência

Natália Mayara no Parapan de Toronto-2015

Londres (Inglaterra) – A Fundação para o Desenvolvimento Esportivo Global anunciou nesta semana os 10 ganhadores do Prêmio Atletas em Excelência 2023 em reconhecimento às conquistas atléticas, esforços humanitários, extensão comunitária e orientação juvenil. A Fundação para o Desenvolvimento Esportivo Global é a principal patrocinadora do programa ITF Advantage All de equidade, diversidade e inclusão.

Pela primeira vez, sete dos dez atletas são paraolímpicos, com duas mulheres representando o tênis em cadeira de rodas: as paraolímpicas Esther Vergeer (Holanda) e Natalia Mayara Azevedo da Costa (Brasil).

Classificada entre as 12 melhores do mundo, top 10 nas duplas e número 1 no Brasil no tênis em cadeira de rodas enquanto competia, Natalia Mayara Azevedo da Costa se classificou para os Jogos Paralímpicos de 2012 e 2016. Ela conquistou medalha de prata em Les Petit As, Junior Masters de tênis em cadeira de rodas e medalhas de ouro nos Jogos Sul-americanos Juniores e nos Jogos Para Pan-americanos em simples e duplas, dando ao Brasil sua primeira medalha de ouro no tênis. Desde que se aposentou das competições, Mayara tem se voluntariado em organizações que oferecem programas esportivos adaptativos para jovens, incluindo Angel City, PlayLA, Ready, Set, Gold! YMCA e triunfo.

Mayara já organizou clínicas de tênis em cadeira de rodas, realizou assembleias escolares e criou e compartilhou conteúdos para divulgar sua trajetória e ampliar o alcance e o impacto dessas iniciativas. Como parte do programa Ready Set Gold!, Mayara promoveu um estilo de vida saudável, ensinando as crianças a se manterem ativas em casa. Mayara foi voluntária em campanhas do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e da APC Paralímpica, defendendo o empoderamento dos atletas paralímpicos e a importância da inclusão. Mayara representou recentemente todos os atletas paralímpicos nas Nações Unidas, na Suíça, onde fez um discurso sobre a visibilidade dos esportes paralímpicos e a importância das Olimpíadas/ Paraolimpíadas realizadas na América do Sul.

Em 2004, Vergeer fundou a Fundação Esther Vergeer para ajudar crianças com deficiência física ou condição crónica a desenvolverem autoconfiança através do esporte. Depois de ganhar sua primeira de sete medalhas de ouro paraolímpicas, Vergeer começou seu trabalho comunitário organizando clínicas em um torneio que estava participando, transformando a iniciativa na Fundação Esther Vergeer, que hoje oferece a centenas de crianças com deficiência física a oportunidade de praticar esportes todas as semanas, em toda a Holanda.

Vergeer faz parte da delegação paraolímpica nacional e é membro do Conselho Nacional de Esportes. Ela também é diretora do torneio de tênis em cadeira de rodas do ABN AMRO Open. Vergeer recebeu o Prêmio Laureus de 2022 e 2008 de Esportista do Ano com Deficiência. Em 2016, ela recebeu o Fanny Blankers Koen Career Award – o maior prêmio para uma atleta holandesa. Verger foi nomeada campeã mundial da Federação Internacional de Tênis no tênis feminino em cadeira de rodas de 2000 a 2012, dominando o esporte até sua aposentadoria em 2013. Tendo conquistado 148 títulos de simples e 136 títulos de duplas ao longo de sua carreira, Vergeer se tornou um modelo e defensora de tenistas femininos e masculinos com deficiência.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE