Notícias | Dia a dia
Medvedev sustenta o nº 1 e encara Norrie na final
06/08/2022 às 02h48

Segundo a ATP, a liderança de Medvedev está mantida até o US Open

Foto: Abierto de Tenis Mifel

Los Cabos (México) - A liderança do ranking ficará nas mãos de Daniil Medvedev até o US Open. O número 1 do mundo conseguiu uma importante vitória nesta sexta-feira para chegar à final do ATP 250 de Los Cabos. Ele superou o sérvio Miomir Kecmanovic por 7/6 (7-0) e 6/1 em 1h26 de partida.

Com os 150 pontos já garantidos nesta semana, Medvedev já abre mais de mil de vantagem para o segundo colocado Alexander Zverev. Com isso, o russo não corre o risco de ser ultrapassado pelo alemão, mesmo se perder na primeira rodada do Masters 1000 de Montréal, onde teria a missão de defender o título. E na semana seguinte, em Cincinnati, o próprio Zverev teria mil pontos a defender.

Medvedev chega sem perder sets à decisão em Los Cabos e fará sua quarta final na temporada. Ele já ficou com o vice no Australian Open e nos torneios disputados na grama em 's-Hertogenbosch e Halle. O russo de 26 anos tem 13 títulos no circuito e chega à sua 26ª final de ATP.

Depois de dois jogos tranquilos e sem tantos riscos nas fases iniciais, Medvedev começou atrás no placar e chegou a estar perdendo o primeiro set por 4/1. Mas ele devolveu a quebra no oitavo game e dominou o tiebreak. E no segundo set, o líder do ranking conseguiu duas novas quebras e cedeu apenas cinco pontos em seus games de serviço para vencer o jogo. Ele terminou a partida com 12 aces. 

Atual campeão, Norrie supera Aliassime em três sets
O adversário de Medvedev na final será o britânico Cameron Norrie, 12º do ranking e atual campeão do torneio, que venceu o canadense Felix Auger-Aliassime, nono colocado, por 6/4, 3/6 e 6/3 em 2h19 de partida. O número 1 do mundo venceu o único duelo anterior contra o britânico, válido pelo Masters 1000 de Xangai de 2019.

Canhoto de 26 anos, Norrie tem quatro títulos de ATP, dois deles conquistados neste ano, no piso duro de Delray Beach e no saibro de Lyon. O britânico, que recentemente jogou sua primeira semifinal de Slam em Wimbledon, vai para sua 11ª final da carreira e a quarta em 2022.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva