Notícias | Dia a dia
Gauff precisa de 8 match-points e supera Osaka
05/08/2022 às 00h41

Gauff está muito próxima de debutar no top 10 do ranking com apenas 18 anos

Foto: Mubadala Silicon Valley Classic

San Jose (EUA) - No encontro entre Coco Gauff e Naomi Osaka pelas oitavas de final do WTA 500 de San Jose, prevaleceu o melhor momento da norte-americana nos momentos decisivos. Em sua melhor fase da carreira e prestes a debutar no top 10, diante de uma rival voltando de lesão, Gauff confirmou o favoritismo e venceu por duplo 6/4. Mas ela precisou de oito match-points para fechar o jogo.

Sexta cabeça de chave em San Jose e número 11 do mundo aos 18 anos, Gauff tem grandes de figurar entre as dez melhores do mundo já a partir de segunda-feira. Isso porque a norte-americana Danielle Collins, atual campeã em San Jose e nona colocada, não disputa o torneio e vai perder seus 470 pontos no ranking. A vice-campeã de Roland Garros ainda pode ser ultrapassada por Daria Kasatkina, 12ª colocada, mas que defende o vice nesta semana.

A adversária de Gauff nas quartas de final em San Jose é a espanhola Paula Badosa, número 4 do mundo, em partida marcada para as 20h30 (de Brasília) desta sexta-feira. Elas já se enfrentaram duas vezes no circuito, com uma vitória para cada lado. Badosa levou a melhor na campanha para o título de Indian Wells no ano passado, enquanto a jovem norte-americana venceu o duelo mais recente, no início deste ano em Doha.

Já Naomi Osaka faz seu primeiro torneio desde Roland Garros, sendo que ela já vinha lidando com a lesão no tendão de Aquiles quando jogou em Madri, ainda no início de maio. A ex-número 1 do mundo aparece atualmente na 41ª posição do ranking aos 24 anos e voltou a treinar com o pai, Leonard François, depois de encerrar a parceria com o técnico Wim Fissette. Em sua partida de estreia no torneio, venceu a chinesa Qinwen Zheng em três sets.

O primeiro set teve apenas uma quebra, mas Gauff esteve o tempo todo à frente e não correu riscos. Ela disparou cinco aces, não enfrentou break-points e só perdeu um ponto com seu primeiro serviço. Além disso, a norte-americana liderou a estatística de winners da parcial por 13 a 4 e cometeu 13 erros não-forçados contra 10 de Osaka.

Durante a segunda parcial, a diferença de ritmo de jogo entre as duas tenistas era cada vez mais evidente, já que Gauff conseguia se impor do fundo de quadra, diante de uma Osaka inconsistente em seus golpes. Com duas quebras, a norte-americana abriu 5/1 no placar.

O saque da japonesa era fundamental para que ela mantivesse a competitividade da partida. Ela salvou sete match-points em dois games de serviço. Na primeira vez em que Gauff sacou para o jogo, cometeu duas duplas faltas e sofreu a quebra, mas a norte-americana não deixou a segunda chance escapar. Gauff liderou a contagem de winners por 19 a 12 e cometeu 25 erros contra 26 de Osaka.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva