Notícias | Dia a dia
Com 'pneu', Kasatkina derruba campeã de Wimbledon
02/08/2022 às 01h10

Depois de perder o primeiro set, Kasatkina cedeu apenas mais dois games

Foto: Mubadala Silicon Valley Classic

San Jose (EUA) - Três semanas depois de conquistar o título de Wimbledon, Elena Rybakina retornou às quadras nesta segunda-feira e foi eliminada na estreia do WTA 500 de San Jose. Apesar de ter feito um bom início de partida contra Daria Kasatkina, a cazaque permitiu a virada e foi superada com parciais de 1/6, 6/2 e 6/0 em 1h40 de jogo.

"Eu tentei ser mais consistente, porque a Elena é uma jogadora incrível, ela acabou de ganhar um Grand Slam e é uma das jogadoras mais agressivas do circuito. A melhor coisa que eu poderia tentar era fazê-la errar, e acho que consegui mudar o jogo no segundo set. Consegui uma quebra muito importante no 2/1, e a partir dali, o jogo virou", avaliou Kasatkina após a partida.

Sobre o 'pneu' aplicado no terceiro set, Kasatkina explica que o segredo foi manter a concentração. "Eu estava tentando não pensar no placar. É muito difícil, é quase impossível, mas eu sabia que quando você enfrenta uma essas jogadoras mais agressivas e de alto nível, se você perder a concentração e eles encontram alguns winners e voltam para o jogo. Então, rapidamente um 3/0 poderia virar 3/3 e o jogo teria outra história".

Já Rybakina, 23ª do ranking, comentou que a agenda de compromissos depois do título de Wimbledon atrasou o início de sua preparação para a sequência temporada. "Foi uma semana difícil depois de Wimbledon. Eu tinha muitas coisas para fazer e não tive tempo suficiente para me preparar para a temporada de quadras duras. Eu queria apenas vir para cá e dar o meu melhor. Fico feliz só por estar aqui e ter voltado a jogar, então espero que seja cada vez melhor".

Apesar de Rybakina ter liderado a estatística de winners por 27 a 8, a cazaque também fez muito mais erros não-forçados, foram 48 contra apenas 20 de Kasatkina. No primeiro set, a campeã de Wimbledoon foi dominante, ao conseguir duas quebras e só enfrentar um break-point. Com seu jogo agressivo, jogando em cima da linha de base e batendo reto na bola, Rybakina fez 15 a 2 em winners e cometeu um erro a mais, 12 a 11. Para conquistar a segunda quebra, a cazaque ainda combinou uma bola curta e um voleio no break-point, mas evitava sair de seu padrão tático na maior parte do tempo.

Kasatkina reagiu no jogo apostando em suas variações de altura e peso de bola, e também nas mudanças de direção. Tudo para que a adversária não se sentisse confortável, pegando tantas bolas na linha de cintura. Os erros de Rybakina foram ficando cada vez mais frequente, foram 25 só no segundo set, e a falta de confiança da cazaque também comprometeu o desempenho em seus games de serviço. Dessa forma a russa criou mais oito break-points no jogo e conseguiu seis quebras, três no segundo set e mais três no terceiro.

Finalista em San Jose no ano passado e atual número 12 do mundo, Kasatkina enfrenta nas oitavas a norte-americana Taylor Townsend, que mais cedo venceu a australiana Storm Sanders por 6/1 e 6/4. Townsend celebrou sua primeira vitória em nível WTA desde que se tornou mãe em março do ano passado. A canhota de 26 anos e ex-número 61 do mundo retornou ao circuito jogando torneios menores e até ganhou um ITF em maio. Ela aparece atualmente no 316º lugar.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva