Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Nadal: 'Pensei que não conseguiria terminar o jogo'
06/07/2022 às 20h11

Nadal diz que até mesmo sua família pediu para abandonar a partida desta quarta-feira

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) - Depois de conseguir uma difícil vitória de virada nas quartas de final de Wimbledon, Rafael Nadal reconhece que não sabia se conseguiria terminar o jogo contra o norte-americano Taylor Fritz. A lesão muscular na região abdominal limitou seus movimentos, especialmente no saque, e ele precisou fazer ajustes em seu jogo. O espanhol diz ainda que precisará de novos exames antes de definir os próximos passos.

"Foi um jogo emocionante e uma vitória importante, estou muito feliz por isso", disse Nadal após a vitória por 3/6, 7/5, 3/6, 7/5 e 7/6 (7-4) sobre Fritz. "Essa lesão abdominal não está indo bem, para ser honesto. Tive que encontrar uma maneira de sacar um pouco diferente, por muitos momentos pensei que talvez não conseguiria terminar a partida, mas não sei. Mas a energia da quadra me ajudou".

"Amanhã vou fazer mais alguns testes, mas é difícil saber. Estou acostumado a aguentar a dor e jogar com problemas físicos. Tive esses sentimentos por alguns dias, mas hoje foi o pior dia. Aumentou muito a dor e a limitação, mas consegui vencer a partida. Vamos ver o que vai acontecer amanhã", acrescentou o veterano de 36 anos, que enfrentará o australiano Nick Kyrgios na semifinal.

A família do tenista estava assistindo o jogo na Quadra Central e Nadal reconhece que o pai, Sebastian, e a irmã, Maria Isabel, recomendaram a ele sair da quadra. "Eles me disseram para abandonar o jogo, sim. Já me retirei algumas vezes na minha carreira, mas é algo que eu odeio fazer. Então eu continuei tentando. Eu queria terminar. O médico veio, me deu alguns analgésicos anti-inflamatórios e o fisioterapeuta só tentou relaxar um pouco a musculatura ali. Mas é difícil. Nada pode ser consertado quando você tem uma lesão dessas. No final já não importava se com uma vitória ou com derrota, mas é lógico que eu prefiro vencer. Eu lutei".

"Foi uma partida difícil contra um grande jogador. Todo o crédito ao Taylor, que está jogando muito bem durante toda a temporada. Do meu lado pessoal, não foi uma partida fácil, então estou muito feliz por estar nas semifinais", comenta o espanhol, que havia perdido para Fritz na final do Masters 1000 de Indian Wells em março.

Por conta de todas as limitações físicas, Nadal evita traçar um prognóstico para a semifinal com Kyrgios. Seu histórico contra o australiano é de seis vitórias e três derrotas. Mas na grama, cada um venceu uma vez. "Espero estar pronto para jogar. Nick é um grande jogador em todas as superfícies, mas especialmente aqui na grama. Ele está tendo uma ótima temporada e será um grande desafio. Preciso estar 100% para continuar tendo chances e é isso que vou tentar fazer".

Comentários