Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Rivais na semi, Jabeur e Maria têm grande amizade
05/07/2022 às 21h30

Número 2 do mundo, Jabeur disputará sua primeira semifinal de Grand Slam

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) - Adversárias em uma das semifinais de Wimbledon, Ons Jabeur e Tatjana Maria cultivam uma grande amizade. Depois de garantir sua classificação para a penúltima rodada do torneio, Jabeur comentou sobre a relação que tem com a família de Maria, inclusive as filhas, Charlotte e Cecilia. Chamada de "Tia Ons", a número 2 do mundo está muito feliz por ver a experiente alemã chegando tão longe. O duelo acontece às 9h30 (de Brasília) desta quinta-feira.

"Eu amo muito Tatjana e sua família é realmente incrível. Ela é minha parceira de churrasco", disse Jabeur. "As crianças são adoráveis. É muito bom vê-la com as meninas no circuito. Eu amo a Charlotte, ela é muito legal e está jogando tênis, e a pequenininha está sempre sorrindo, tem muita energia. Eu simplesmente amo a família dela".

"Eles me convidaram uma vez para sua casa e foi realmente incrível. Eles são muito legais. Estou muito feliz por ela que, porque ela merece estar aqui. Sei que ela lutou muito. Não é fácil voltar depois de ter dois bebês. Vai ser um grande jogo entre nós, e com muito respeito, com certeza", acrescenta a jogadora de 27 anos, que também disputará sua primeira semifinal de Grand Slam.

A tunisiana também destacou o quanto o momento da alemã, 103ª do ranking, serve de exemplo para o circuito. "Ela é um dos exemplos que eu gostaria que as jogadoras prestassem atenção, porque sofria muito para jogar e ganhar rodadas em Grand Slam e olhe para ela agora: Ela está na semifinal depois de ter dois bebês! É realmente uma história incrível".

Depois de quatro vitórias sem perder sets nas fases iniciais, Jabeur venceu nesta terça-feira a tcheca Marie Bouzkova de virada, por 3/6, 6/1 e 6/1. "Acho que joguei muito bem desde o início do segundo set, e acho que a quebra que eu consegui logo no começo me ajudou a ganhar confiança".

"Eu sei que não foi fácil enfrentar a Marie. Ela chega em todas as bolas e é muito difícil definir os pontos. Estou feliz por ter feito o meu jogo, fui mais agressiva no segundo set, e taticamente estava usando alguns ângulos que ela não gostava muito", avaliou a tunisiana, que chegou à sua décima vitória seguida na grama, depois do título em Berlim há duas semanas.

Conhecida como "Ministra da Felicidade" em seu país, Jabeur está acostumada a quebrar barreiras nos últimos anos. Ela é a única mulher árabe em uma semifinal de Slam e a primeira africana em 25 anos a fazer essa campanha.

"Eu estava conversando um pouco com o Hicham Arazi [marroquino que chegou quatro vezes nas quartas de Grand Slam] e ele me disse: 'Os árabes sempre perdem nas quartas e estamos cansados ​​disso'. E eu disse a ele: 'Vou tentar, meu amigo'. Aí depois do jogo de hoje ele me mandou: 'Obrigado por finalmente chegar à semifinal. Agora você pode realmente tentar o título'".

Comentários