Notícias | Dia a dia | Wimbledon
'Joguei bem em 90% da partida de hoje', diz Nadal
04/07/2022 às 21h16

Nadal controlou a partida das oitavas, apesar de ter dificuldade no momento de fechar o jogo

Foto: AELTC

Londres (Inglaterra) - Depois de vencer em sets diretos seu jogo das oitavas de final de Wimbledon, Rafael Nadal saiu de quadra satisfeito com seu nível de atuação durante quase toda a partida desta segunda-feira contra o holandês Botic Van de Zandschulp, 25º do ranking. A única ressalva que o espanhol faz diz respeito ao game em que sacou para o jogo no terceiro set, mas não conseguiu fechar. Por isso, teve que disputar um tiebreak.

"Acho que joguei bem em 90% da partida. Eu tinha 6/4, 6/2 e 5/2. Este resultado diz que eu estava fazendo muitas coisas muito bem. Fico feliz por isso. É verdade que no final eu fiz um game ruim com o 5/3. Mas continuei com a atitude positiva em quadra. Foi uma boa partida contra um adversário difícil. Botic vem melhorando muito desde o ano passado, então parabéns a ele por essa melhora incrível", disse Nadal, após a vitória por 6/4, 6/2 e 7/6 (8-6).

Reencontro com Fritz nas quartas de final
O adversário de Nadal nas quartas será o norte-americano Taylor Fritz, 14º do ranking. O histórico de confrontos entre eles está empatado por 1 a 1, mas Fritz venceu o duelo mais recente, na final do Masters 1000 de Indian Wells em março deste ano. "O que aprendi naquela última partida foi zero porque tive uma fratura por estresse na costela, e foi difícil assimilar muitas coisas porque, honestamente, a dor era terrível. Durante o jogo, ainda não sabia que tinha uma fratura, mas sabia que algo estava muito errado, porque a dor era demais".

O espanhol de 36 anos e número 4 do mundo também destacou a boa fase de Fritz nas quadras de grama, citando que o norte-americano foi campeão do ATP 250 de Eastbourne pouco antes de Wimbledon. "É óbvio que ele está jogando em um nível muito alto e fazendo uma ótima temporada, vencendo em todos os pisos. Ele ganhou o torneio na semana anterior a Wimbledon, agora está nas quartas de final, já venceu um Masters 1000. Mesmo sem dar pontos, ele já está em uma posição muito privilegiada na corrida para o Finals".

"Vai ser uma partida difícil contra um grande jogador. Mas ao mesmo tempo estamos nas quartas de final, então você não pode esperar um adversário fácil", complementou o bicampeão do torneio nos anos de 2008 e 2010. Ele não atuava em Wimbledon desde 2019, quando foi semifinalista. "De uma forma pessoal, com todas as coisas que aconteceram nos últimos meses, poder estar nas quartas de final em Wimbledon depois de três anos sem jogar aqui, é incrível para mim. Estou muito feliz".

Comentários